Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

domingo, 29 de julho de 2018

Evangelho João 6,41-51


Missa de 12  de  Agosto de 2018


19º DOMINGO DO TEMPO COMUM
- Vocação para a vida em família –
- Dia dos Pais -
Resultado de imagem para atividades sobre Eu sou o pão vivo descido do céu


Leituras
Primeira Leitura (1Rs 19,4-8)
Salmo (Sl 33(34))
Segunda Leitura (Ef 4,30-5,2)
Evangelho (Jo 6,41-51)
Liturgia Diária




Mensagem Principal

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!
 
Os interlocutores de Jesus não aceitam a sua pretensão de Se apresentar como “o pão que desceu do céu”. Eles conhecem a sua origem humana, sabem que o seu pai é José, conhecem a sua mãe e a sua família; e, na sua perspectiva, isso exclui uma origem divina (vers. 41). Em consequência, eles não podem aceitar que Jesus Se arrogue a pretensão de trazer aos homens a vida de Deus.
Em lugar de discutir a questão da sua origem divina, Jesus prefere denunciar aquilo que está por detrás da atitude negativa dos judeus face à proposta que lhes é feita: eles não têm o coração aberto aos dons de Deus e recusam-se a aceitar os desafios de Deus… O Pai apresenta-lhes Jesus e pede-lhes que vejam em Jesus o “pão” de Deus para dar vida ao mundo; mas os judeus, instalados nas suas certezas, amarrados às suas seguranças, acomodados a um sistema religioso ritualista, estéril e vazio, já decidiram que não têm fome de vida e que não precisam para nada do “pão” de Deus. Não estão, portanto, dispostos, a acolher Jesus, “o pão que desceu do céu” (vers. 43-46). Eles não escutam Jesus, porque estão instalados num esquema de orgulho e de auto-suficiência e, por isso, não precisam de Deus.
Para aqueles que, efectivamente, O querem aceitar como “o pão de Deus que desceu do céu”, Jesus traz a vida eterna. Ele “é”, de facto, o “pão” que permite ao homem saciar a sua fome de vida (“Eu sou o pão da vida” – vers. 48). A expressão “Eu sou” é uma fórmula de revelação (correspondente ao nome de Deus – “Eu sou aquele que sou” – tal como aparece em Ex 3,14) que manifesta a origem divina de Jesus e a validade da proposta de vida que Ele traz. Quem adere a Jesus e à proposta que Ele veio apresentar (“quem acredita” – vers. 47) encontra a vida definitiva. O que é decisivo, neste processo, é o “acreditar” – isto é, o aderir efectivamente a Jesus e aos valores que Ele veio propor.
Essa vida que Jesus está disposto a oferecer não é uma vida parcial, limitada e finita; mas é uma vida verdadeira e eterna. Para sublinhar esta realidade, Jesus estabelece um paralelo entre o “pão” que Ele veio oferecer e o maná que os israelitas comeram ao longo da sua caminhada pelo deserto… No deserto, os israelitas receberam um pão (o maná) que não lhes garantia a vida eterna e definitiva e que nem sequer lhes assegurava o encontro com a terra prometida e com a liberdade plena (alimentada pelo antigo maná, a geração saída da escravidão do Egipto nunca conseguiu apropriar-se da vida em plenitude e nem sequer chegou a alcançar essa terra da liberdade que buscavam); mas o “pão” que Jesus quer oferecer ao homem levará o homem a alcançar a meta da vida plena (vers. 49-50). “Vida plena” não indica aqui, apenas, um “tempo” sem fim; mas indica, sobretudo, uma vida com uma qualidade única, com uma qualidade ilimitada – uma vida total, a vida do homem plenamente realizado.
Jesus vai dar a sua “carne” (“o pão que Eu hei-de dar é a minha carne” – vers. 51) para que os homens tenham acesso a essa vida plena, total, definitiva. Jesus estará aqui a referir-se à sua “carne” física? Não. A “carne” de Jesus é a sua pessoa – essa pessoa que os discípulos conhecem e que se lhes manifesta, todos os dias, em gestos concretos de amor, de bondade, de solicitude, de misericórdia. Essa “pessoa” revela-lhes o caminho para a vida verdadeira: nas atitudes, nas palavras de Jesus, manifesta-se historicamente ao mundo o Deus que ama os homens e que os convida, através de gestos concretos, a fazer da vida um dom e um serviço de amor.
 
 
Ideia de roteiro para teatro

(crianças entram)
PA: Oi todo mundo! Oi PB
PB: Oi... Nossa PA! O que são essas coisas nessa sacola?
PA: Ah PB são coisas para fazer pão!
PB: Coisas pra fazer pão?
PA: Sim! Farinha de trigo e fermento ué! Vai dizer que não sabe como se faz um pão?
PB: Ah claro que sei, só não sei por que você trouxe tudo isso pra igreja
(catequista entra)
C: Oi crianças tudo bem?
PA: Oi Catequista tudo bem e a senhora?
C: Tudo bem graças a Deus! PA, o que é isso? Porque trouxe farinha de trigo e fermento pra igreja?
PB: Eu perguntei a mesma coisa C, ele disse que é pra fazer pão.
C: Fazer pão? Que idéia é essa PA?
PA: Ah Catequista eu tive uma idéia e que bom que e senhora esta aqui, vou precisar da sua ajuda!
C: Ai meu Deus! La vem você com suas idéias PA, mas vamos lá! Qual sua idéia?
PA: C escuta! Ouvi no evangelho de hoje que Jesus disse que só ele tem o pão da vida eterna, então pensei em trazer os materiais que se faz o pão, pra pedir pro padre pedir pra Jesus fazer um pão desses pra mim também.
PB: Nossa PA que boa idéia! Eu também quero o pão da vida eterna, e quem mais poderia pedir pra Jesus fazer? Só o padre mesmo neh? Afinal ele é o que esta mais próximo de Jesus neh!
C: Ai crianças, não é disso! Meu Deus a imaginação de vocês vai longe hein!
PA: Ah C, mas tenho certeza que no evangelho de hoje fala sobre o pão da vida eterna e que Jesus que tem esse pão!
C: Crianças, realmente no evangelho fala sobre o pão da vida eterna, mas o que Jesus fala é “Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo”.
 
PA: Mas o que ele quer dizer então?
 
C: Jesus estava falando àqueles homens que não estavam acreditando nele, que ele era o filho de Deus, aquele que Deus enviou para trazer a vida eterna.
PA: Mas eles continuaram duvidando de Jesus neh Catequista?
 
C: Sim, Infelizmente! Estavam com o coração tão duro, cheios de raiva, que não quiseram acreditar em Jesus.
 
PA: Mas porque Jesus usa o pão como exemplo?
 
C: Quando Jesus fala Eu sou o pão vivo descido do céu” ele quer dizer que ele é o enviado por Deus. E quando Jesus fala “Quem comer deste pão viverá eternamente” ele quer dizer que, quem acreditar nele de todo coração, esse terá a vida eterna.
 
PB: Mas ainda não entendi sobre o pão.
 
C: Crianças, vocês lembram que em toda a celebração da Santa Missa, temos o momento da comunhão?
PA: Sim! É o momento que recebemos a Eucaristia.
 
PB: E a Eucaristia é o Corpo e o Sangue de Jesus.
 
C: Isso mesmo! E o pão simboliza corpo de Jesus, e o vinho simboliza o sangue de Jesus, certo?
PA: Certo!
 
C: Crianças, quando Jesus fala “E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo” Ele já sabia que daria sua vida por nós! Então, ele usa o pão como exemplo porque nos deixaria esse lindo ensinamento, a Eucaristia, que é o momento que recebemos o pão e o vinho, ou seja, o corpo e o sangue de Jesus.
 
PA: Nossa que lindo!
C: Deus enviou Jesus ao mundo para trazer vida eterna a todos nós, quem acredita em Jesus, acredita em Deus. Deus nos ama e nos enviou seu filho amado para nos salvar do pecado e nos dar a vida eterna.
C: Agora vamos fazer nossa oração. Em especial, vamos fazer uma linda oração por nossos Papais, agradecendo a Deus por suas vidas. Afinal hoje é dia dos Pais!
PA e PB: Vamos!

 
Sugestão de Música



Vídeo Especial para o Dia dos Pais.


 

Ideia para trabalhar esse Evangelho
 


Oração:
Jesus, hoje aprendi que és o pão da vida eterna, quero te receber em meu coração através da Eucaristia. Então peço que me ajude a evitar faltar a Missa, para que sempre prepare meu coração para esse momento.
Agora Jesus, quero fazer um agradecimento, hoje é dia dos pais e quero agradecer por esse incrível paizão que me deu. Obrigado Jesus por me presentear com meu lindo papai.


Amém



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário