Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

domingo, 16 de julho de 2017

Evangelho de Mateus 13,44-52

Missa de 30 de julho de 2017

17.º DOMINGO DO TEMPO COMUM
 BUSCAI PRIMEIRO O REINO DE DEUS

Leituras
Primeira Leitura 1Rs 3,5.7-12
Salmo 118/119
Segunda Leitura Rm 8,28-30  
Evangelho Mt 13,44-52

Mensagem Principal
Irmãos e irmãs, a Liturgia nos apresenta Jesus Cristo como um tesouro ou uma pérola, encontrados em meio às alegrias e dores da vida. Entretanto, nunca devemos nos esquecer de que “tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus”. A verdadeira sabedoria consiste em reconhecer que não existe maior tesouro do que encontrar Jesus Cristo. Fonte: Folheto Nova Aliança.

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

O texto do Evangelho deste domingo pode ser dividido em três partes. Em cada uma delas, há aspectos e questões que convém pôr em relevo e ter em conta.
Na primeira parte, temos duas parábolas – a parábola do tesouro escondido no campo e a parábola da pérola preciosa (vers. 44-46). Ambas desenvolvem o mesmo tema e apresentam ensinamentos semelhantes.A questão principal abordada nesta primeira parte é a da descoberta do valor e da importância do Reino. Quer a parábola do tesouro escondido, quer a parábola da pérola preciosa, sugerem que o Reino proposto por Jesus (esse mundo de paz, de amor, de fraternidade, de serviço, de reconciliação que Jesus veio anunciar e oferecer) é um “tesouro” precioso, que os seguidores de Jesus devem abraçar, antes de qualquer outro valor ou proposta. Os cristãos são, antes de mais, aqueles que encontraram algo de único, de fundamental, de decisivo: o Reino. Ora, quando alguém encontra um “tesouro” como esse, deve elegê-lo como a riqueza mais preciosa, o fim último da própria existência, o valor fundamental pelo qual se renuncia a tudo o resto e pelo qual se está disposto a pagar qualquer preço. Provavelmente, Mateus está a sugerir a esses cristãos a quem o seu Evangelho se destina (adormecidos numa fé morna, inconsequente, pouco exigente) que é preciso redescobrir e optar decisivamente por esse valor mais alto, que deve dar sentido às suas vidas – o Reino. O cristão é confrontado, a par e passo, com muitos valores e opções; mas deve aperceber-se de que o Reino é o valor mais importante.Na segunda parte, Mateus apresenta o Reino na imagem de uma rede que, lançada ao mar, apanha diversos tipos de peixes (vers. 47-50). Na versão apresentada por Mateus, a parábola apresenta um ensinamento semelhante ao da parábola do trigo e do joio (sobre a qual meditamos no passado domingo): o Reino não é um condomínio fechado, onde só há gente escolhida e santa, mas é uma realidade onde o mal e o bem crescem simultaneamente. Deus não tem pressa de condenar e destruir. Ele não quer a morte do pecador; por isso, dá ao homem o tempo necessário e suficiente para amadurecer as suas opções e para fazer as suas escolhas (no Evangelho de Tomé, a versão é diferente: conta a história de um pescador “sábio” que pesca vários peixes, mas fica só com o maior e lança os outros ao mar. Aí, portanto, a parábola da rede e dos peixes apresenta uma mensagem que vai na linha das parábolas do tesouro descoberto no campo e da pérola preciosa. Alguns autores pensam que a versão apresentada no Evangelho de Tomé constitui a versão primitiva da parábola da rede e dos peixes).A referência que Mateus faz (mais uma vez) ao juízo final é uma forma de exortar os irmãos da sua comunidade no sentido de escolherem decididamente o Reino e porem em prática as propostas de Jesus.Na terceira parte do Evangelho que nos é proposto, Mateus apresenta um breve diálogo entre Jesus e os discípulos (vers. 51-52).Neste diálogo temos uma espécie de conclusão de todo o capítulo. Mateus sugere que o verdadeiro discípulo de Jesus é aquele que “compreende”. Ora, “compreender”, na teologia mateana, significa “prestar atenção” e comprometer-se com o ensinamento proposto. Os cristãos são, pois, convidados a descobrir a realidade do Reino, a entender as suas exigências, a comprometerem-se com os seus valores. A referência ao “escriba” que “tira do seu tesouro coisas novas e velhas” pode referir-se aos judeus, conhecedores profundos do Antigo Testamento (o “velho”), convidados agora a reflectirem essas velhas promessas à luz das propostas de Jesus (o “novo”). É nessa dialéctica sempre exigente e questionante que o verdadeiro discípulo encontra o caminho para o Reino; e, depois de encontrar esse caminho, deve comprometer-se com ele de forma decisiva, exigente, empenhada. Fonte: http://www.dehonianos.org 


Ideia de roteiro para teatro
PA: Olá Crianças! Oi PB.

PB: Oi.

PA: PB preciso vender todas as minhas coisas urgente.
PB: Vender todas as suas coisas? Porque?

PA: Porque preciso procurar tesouros, e quando encontrar tenho que ter o dinheiro para comprar! Você não ouviu o padre falando?

PB: Ouvi sim, mas não foi bem isso!

PA: Foi sim! O padre disse que se encontrarmos um tesouro, vamos ficar felizes. Mas só se tivermos o dinheiro, senão vai passar a vez e outra pessoa vai comprar!

Catequista: Oi crianças!

PB: Oi catequista! Ainda bem que a senhora chegou!!! Me ajuda a explicar melhor para o PA o evangelho de hoje! Ele está achando que tem que vender tudo o que tem pra comprar tesouro e não sei mais o que!

PA: Sim catequista, eu quero muito ser feliz, mas pra isso preciso do tesouro!

Catequista: Não é isso não crianças. Vou explicar pra vocês. No evangelho de hoje Jesus contava uma parábola que fala sobre um homem que encontrou um tesouro no campo. Ele vende todas as suas coisas para comprar aquele campo porque para ele aquele tesouro é o mais importante. Nós podemos comparar com nosso encontro com Jesus!

PA: Com Jesus? Não entendi mais nada!

Catequista: Sim! Quando conhecemos Jesus e nos encontramos com ele, muitas outras coisas que fazemos deixam de ser importantes! Nós trocamos muitos costumes para seguir Jesus e viver com ele.

PB: Por isso que minha mãe disse que preciso deixar de lado em alguns momentos os desenhos na TV, o vídeo game, as brincadeiras na rua para ir à missa, ir na catequese, no grupinho de oração!

PA: Ah! Mas as vezes eu quero ficar brincando!

PB: Eu também! Mas depois que chego nestes lugares e encontro com Jesus, fico muito contente e até esqueço das brincadeiras!

Catequista: É isso mesmo crianças! Jesus preenche nosso coração e nossa vida com alegria verdadeira pois Ele é nosso maior tesouro!

PA: Mas catequistas existem pessoas que não gostam de vir à missa! Não querem seguir Jesus! Estas pessoas não encontraram o tesouro?

Catequista: Sim PA existem pessoas que ouvem falar de todas as maravilhas que Jesus faz e decidem segui-lo, mas quando descobrem que precisam abrir mão de algumas coisas para ser como Jesus, eles desistem!

PB: Verdade Catequista! Meu pai sempre me diz que precisamos ter coragem para seguir Jesus. E também ser decididos!

PA: Ufa que bom! Não preciso mais vender minhas coisas.

PB: Sim! Mas não tão ufa assim! Seguir Jesus exige muita coragem e força, porque nem sempre é fácil!

Catequista: Mas crianças, vale muito à pena, pois Jesus nosso tesouro nos dá a verdadeira alegria! Vamos rezar um pouquinho para que nosso amigão nos ajude a encontrar a verdadeira alegria de caminhar com Jesus?

PA e PB: Vamos!

Sugestão de Música




Ideia para trabalhar esse Evangelho
Fazer uma caça ao tesouros, escondendo papeis que contenham palavras como “amor”,  “alegria”, “Sabedoria”, “dons”, entre outras coisas que encontramos quando escolhemos seguir Jesus.

Depois que todos encontrarem fazer uma reflexão sobre o caminho que temos que seguir para encontrar o nosso tesouro maior: Jesus!

Deve-se se abordar a alegria de encontra-lo, a alegria que ninguém nos tira! a verdadeira alegria!

Oração

Espirito santo vem me ajudar, me dá sabedoria para o grande tesouro encontrar.
Que o meu coração se encha de alegria, que eu saiba caminhar e seguir Jesus com amor e sabedoria!
Quero escolher sempre o caminho do bem, caminhar na Santa igreja, e ser discípulo de Jesus também!

Nenhum comentário:

Postar um comentário