Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

domingo, 13 de novembro de 2016

Evangelho de Lucas 23, 35-43

Missa de 20 de Novembro de 2016


Exibindo images (30).jpg
SOLENIDADE DE NOSSO SENHOR 
JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO 
ABERTURA DA CAMPANHA 
DE EVANGELIZAÇÃO DIA NACIONAL DO LEIGO
 “JESUS, LEMBRA-TE DE MIM, 
QUANDO ENTRARES NO TEU REINADO”
    
Leituras
Primeira Leitura 2Sm 5,1-3
Salmo 121 / 122
Segunda Leitura Cl 1,12-20
Evangelho Lc 23,35-43

Mensagem Principal

Com o coração repleto de alegria e gratidão, celebramos hoje a festa de Cristo Rei, que marca também o final de mais um ano litúrgico. Jesus Cristo é o ungido de Deus Pai para uma missão muito especial: estabelecer um reino eterno de justiça e paz. Seu Reino não é deste mundo, mas Ele quer que seu exemplo de amor e misericórdia seja vivido aqui por cada um de nós. Hoje também a Igreja encerra em âmbito mundial o Ano Santo da Misericórdia. Que possamos em nossa vida seguir os caminhos e os ensinamentos do Rei Jesus, o rosto misericordioso do Pai.
(Fonte: folheto Nova Aliança)

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

A FESTA DO AMOR DOAÇÃO
HOMILIA

Cristo é nosso Rei por aclamação. Jesus durante toda a sua atividade pública falava do seu Reino. E o apresentou como uma pedra preciosa e um tesouro num campo: bens preciosos escondidos; o que torna bastante interessante e desafiadora a busca deste reino, e não impossível a sua descoberta para quem o procura. O tesouro, obviamente, é o próprio Jesus; e, no Evangelho de hoje, vemos claramente como este tesouro está escondido, pois, é preciso ver com os olhos da fé para entender que um homem pendurado numa cruz, que sofre por horas a condenação à morte com uma das penas mais humilhantes, parecendo nada mais que um derrotado, um perdedor, rejeitado e desprezado, seja verdadeiramente um Rei. Para a lógica do mundo, isto é um absurdo.
Esta lógica é a dos chefes judaicos. Enquanto o povo observava tudo aquilo com grande dificuldade de compreensão, os chefes do povo caçoavam de Jesus, dizendo: “a outros ele salvou. Salve-se a si mesmo, se, de fato, é o Cristo de Deus, o escolhido!”; mas, no fundo, não acreditavam naquilo que diziam, por isso mesmo, o provocavam e o insultavam.  Também os soldados faziam algo semelhante, mas como não eram judeus, até o chamavam de “rei dos judeus”, e pediam que ele se salvasse por si só. Pediam para que ele mostrasse o seu poder. Até mesmo a escrita colocada sobre a cruz: “este é o rei dos judeus”, era uma maneira de ofensa. Nesta mesma direção, um dos malfeitores que estava sendo crucificado junto com Jesus, o insultava pedindo com ironia pra que Jesus salvasse a si mesmo e a eles também, os dois malfeitores.
Realmente, a cruz põe uma grande interrogação sobre toda a obra precedente de Jesus, pois parece desmentir claramente tudo aquilo que ele fez e disse. Uma pessoa que está pendurada numa cruz preste a morrer, como pode salvar a outros? Quem depende da sua ajuda, vendo aquela cena, só poderia rir, encontrar uma outra ajuda ou se desesperar. É uma imagem bem diferente da que temos de rei na nossa mente. E agora?
Aparece, então, uma última fala que parece até um milagre. Pelo menos um dos presentes, diretamente envolvido na situação, já que também está sendo crucificado, compreende estar pertinho do tesouro da sua vida. É o outro malfeitor, que nós o chamamos “bom ladrão”, o qual consegue compreender aquele tesouro de graça, mesmo só nos últimos momentos de sua vida. Ele reconhece que aquele homem crucificado, que não desce da cruz, mas morre nela, é o seu Rei salvador. Ele tem fé em Jesus Cristo. Sua oração testemunha isto: “Jesus, lembra- te de mim quando entrares no teu reinado”; é o que pede a Jesus condenado ao seu lado, que está sofrendo a mesma terrível morte vergonhosa. Ele está convencido de que Jesus não fez nada de mal e por isso, não merece morrer; e, que, por isso, Jesus não acaba com a morte, mas que é através dela que ele entrará no seu reino.
Assim, Jesus, com um último “decreto real” afirma, e assegura ao malfeitor que pediu o seu amor que ele provará da alegria do seu reino: “em verdade eu te digo, ainda hoje estarás comigo no paraíso”. Jesus entrou no paraíso com um malfeitor, que na cruz conseguiu a fé. Que imagem forte! É uma imagem como esta que nos conscientiza claramente que nunca devemos condenar ninguém, nem a nós mesmos, mas sempre estar dispostos a aceitar o tesouro de Deus: o seu amor incondicional por nós. Na cruz, a obra de Jesus chega ao ponto mais alto. O crucificado mostra não ser um rei que garanta o bem estar terreno. Não salvou a si mesmo da cruz. Não nos preserva nem das enfermidades nem da morte. O seu poder refere-se a nossa vida com Deus. Jesus salva da queda do afastamento de Deus e reconduz à comunhão com ele. Quem busca isto nele, será salvo por ele, mesmo que seja um malfeitor. A festa de Cristo Rei, é a festa do deste amor que se doou por toda a humanidade.
Espírito de fidelidade ao Pai, faze o Reino acontecer na minha vida, como aconteceu com Jesus, levando-me a viver na absoluta submissão ao querer do Pai.
Fonte Homilia: Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla 
(http://www.liturgiadapalavra.com/2013/11/liturgia-e-homilia-diaria-lc-2335-43.html)

Ideia de roteiro para teatro

Personagem A entra todo feliz, com enfeites de festas, bexigas e encontra com Personagem B.

Personagem A: Oi Todo mundo!!! Olá Personagem B!!! Que bom que todos vocês vieram para a grande festa!!!

Personagem B: Oi, oi!!! Nossa, é seu aniversário?? Me perdoe esqueci completamente!!

Personagem A: Não é meu aniversário não!!

Personagem B: Então é aniversário de alguém que eu conheço??

Personagem A: Não é aniversário de ninguém!!! Mas por que você acha que é aniversário de alguém?

Personagem B: Ué, você não está preparando uma grande festa??

Personagem A: Estou sim... mas não é para comemorar aniversário não!! É para comemorar uma coisa muito mais legal!!

Personagem B: Sério?? O que é para comemorarmos nessa grande festa?

Personagem A: Estamos comemorando o fim de todos os cantinhos do pensamento e broncas.... tudo isso que acontece quando a gente faz uma coisa ruim!!!

Personagem B: Verdade??? Isso sim é um motivo maravilhoso para comemorarmos!! Mas não estou entendendo muito bem!!

Personagem A: Deixa que eu explico!!! Hoje foi dito isso muito bem claro no Evangelho!! Você prestou atenção??

Personagem B: Eu prestei sim!! Fala de Jesus na cruz!

Personagem A: Exatamente!! Então, presta atenção no meu ponto de vista e veja se não estou certo... Do lado de Jesus, pregaram 2 ladrões em cruzes também!

Personagem B: Sim!!

Personagem A: Então, um dos ladrões falou para Jesus lembrar dele quando estiver entrando no Reino dos Céus, não é?

Personagem B: Isso! E foi muito lindo Jesus responder assim: Ainda hoje estarás comigo no Paraíso!

Personagem A: É exatamente isso que estamos festejando!! Se aquele ladrão, que fez o que fez para ir parar em uma cruz, conseguiu entrar no Paraíso, nós também!! Então não iremos mais ficar de castigo e nada... iremos só pedir para Jesus e pronto!!!

Personagem B: Ah, não sei não!! Será que é simples assim??

Personagem A: É sim!! Olha quando minha mãe vier com essa história de cantinho do pensamento ou de perder meus brinquedos, eu vou dizer para ela que já pedi para Jesus o paraíso... e pronto!!

Personagem B: Nossa, eu vou tentar! Se der certo, precisamos muito mesmo é comemorar!!

(Entra Catequista)

Catequista: Comemorar?! Que gracinha vocês estão preparando uma festa para festejar Cristo Rei??

Personagem A: Cristo Rei??? Não, nós estamos comemorando é o fim dos cantinhos do pensamento, broncas, perder meus brinquedos e de tudo que acontece quando fazemos uma coisa errada!!

Catequista: Que?

Personagem B: Claro Catequista!! O Ladrão fez muitas coisas erradas e foi parar até em uma cruz!! Mas ele pediu e Jesus o levou para o Paraíso!!

Personagem A: A gente nem faz tanta coisa errada assim, vamos para o Paraíso com certeza!! É isso que estamos festejando!!

Catequista: Ai Senhor Amado, quanta imaginação!!! Vocês entenderam tudo errado!! Bom, prestem bastante atenção que vou explicar uma coisinha!! Em primeiro lugar, quando seu papai e sua mamãe te dão broncas, colocam para pensar é porque te amam muito!!

Personagem A: Por que me ama muito?

Catequista: Exatamente!! Eles estão te ensinando o caminho certo, o caminho de Deus!!!

Personagem B: Nossa, nunca tinha pensado por esse lado!!

Catequista: Se pensamos em nossas atitudes, não precisariamos passar por tudo isso!!

Personagem A: Isso é verdade!! Agora eu entendi!! Mas Catequista, então hoje é dia de festa mesmo??

Catequista: É sim!! Hoje comemoramos Cristo Rei!! Comemoramos o Reinado de Jesus em nossas vidas!!

Personagem B: O Reinado de Jesus??

Catequista: Isso mesmo!! Jesus veio ao mundo para trazer o Reino de Deus para todos nós!

Personagem A: O Reino de Deus é o Paraíso?

Catequista: Exatamente!! A festa de Cristo Rei, é a festa deste amor que Jesus teve a ponto de entregar sua vida para nós e Seu esforço em fazer o Reino acontecer na nossa vida. Todos os ensinamentos de Jesus sobre o amor, o perdão e ajuda ao próximo servem para nos aproximar o Reino de Deus aqui!!

Personagem: Nossa que lindo Catequista!!!

Catequista: Lindo mesmo!! Olhem Jesus é um Rei muito especial!! Foi dado a nós por Deus e colocado no mundo somente para nos governar no amor, no perdão e nos ajudar a encontrar o caminho certo que nos levará para o Paraíso! Por isso a Igreja está em festa hoje, é o dia do Cristo Rei!!! E sabem onde mais Jesus quer Reinar??

Personagens A e B: Não, onde?

Catequista: Jesus quer Reinar em Nosso Coração!! Quem aqui quer o reinado de Jesus em seu coração?
Então vamos colocar as mãos no coração e repetir assim comigo: Espirito Santo, transforme o meu coração em um lindo trono para Jesus Reinar! Que Jesus reine nos meus sentimentos, nas minhas atitudes, nas minhas palavras e em todo o meu ser! Amém! Podemos cantar bem bonito também esta canção que fala assim: Junte as mãozinhas então, abra o seu coração, faça um trono do Rei Jesus e deixe Ele Reinar!

Sugestão de Música


Ideia para trabalhar esse Evangelho

Cristo rei

Nosso Deus Pai deu a Jesus uma missão de estabelecer seu reino eterno, para que possamos viver aqui o seguir seu exemplo de amor e misericórdia.

E é por isso que chamamos Jesus de nosso Cristo rei, ele foi enviado por Deus, para nos ensinar tudo o que Deus espera de nós, nos ensinar a amar e respeitar a todos.

Jesus se deu de exemplo, ele se permitiu ser humilhado, maltratado e judiado, tudo isso para nós salvar e nos mostrar o imenso amor de Deus por nós.

E mais, mesmo sendo rei, se permitiu todo sofrimento que passou para nos salvar e ainda sim, teve e continua tendo misericórdia por todos nós.

Pois ele é nosso Rei e salvador e tem muita misericórdia de nós.

Mas o que é Misericórdia?

Misericórdia é ter compaixão por alguém; para ajudar a todos por amor sem esperar algo em troca. E o Senhor é muito rico em misericórdia.

Foi pela misericórdia que o Pai nos criou, nos perdoou e nos deu o caminho para a remissão. Foi pela misericórdia que Jesus deu a Si mesmo por nós. E é nas obras de Cristo que devemos nos espelhar para o bem proceder como cristãos, socorrendo nosso próximo em suas necessidades.

Todo cristão deve ser um reflexo da misericórdia de Deus, ainda que lhe faltem meios materiais para ajudar ao próximo, mas nunca deve se desistir, pois ajudar o próximo pode ser com uma palavra, uma boa conversa, um simples abraço, mas uma forma linda e poderosa de ajudar a si e ao próximo, é orando e pedindo a Jesus nosso Rei, sua misericórdia, assim...

... Pela sua dolorosa Paixão, tende Misericórdia de Nós e do Mundo inteiro.

Dinâmica: Caixinha da Misericórdia

Vamos confeccionar para cada criança uma Caixinha da Misericórdia, com uma abertura em cima como se fosse um cofrinho, para que as crianças possam escrever ou desenhar em um papel o desejo do coração que querem pedir a Misericórdia de Jesus.

 1° passo

Desenhar a estrutura das caixinhas, para recortar e colar, lembrando de fazer a abertura na parte de cima da caixa para depositar os papeis com os pedidos de Misericórdia.

2° passo

Imprimir os desenhos e a da oração da Misericórdia, para colar nas laterais e nos fundos das caixas.


3° passo

Montar a caixa e pedir para as crianças escreverem alguns pedidos e depositar na caixa, incentivá-los a em casa continuar fazendo seus pedidos a Jesus, para que a Sua Misericórdia se estenda para toda a família.


Oração

Senhor Cristo Rei, nós pedimos que nos perdoe por todos o s momentos que erramos e que não conseguimos evitar as coisas que nos afastam do teu coração.
Pedimos que o Senhor transforme o nosso coração, para que possamos viver no teu exemplo, amando e sendo misericordioso com todos que nos rodeiam. Amém


Nenhum comentário:

Postar um comentário