Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

terça-feira, 24 de março de 2015

Evangelho de Marcos 11, 1-10

Missa de 29 de Março de 2015

DOMINGO DE RAMOS DA PAIXÃO DO SENHOR
"JESUS É O NOSSO REI, E O AMOR É A SUA LEI"



Leituras
Primeira Leitura Is 50, 4-7
Salmo 21/22
Segunda Leitura Fl 2,6-11
Evangelho Mc 11, 1-10






Mensagem Principal


A celebração do domingo de ramos tem grande importância para a nossa fé, ela abre a Semana Santa. Os acontecimentos que, nesta semana, vamos celebrar garantem-nos que o caminho do dom da vida não é um caminho de “perdedores” e fracassados: o caminho do dom da vida conduz ao sepulcro vazio da manhã de Páscoa, à ressurreição. Jesus é o vencedor da morte, por isso o seguimos. Morrendo na cruz destruiu a morte e deu-nos a vida. Por isso levamos os ramos nas mãos que simbolizam a vitória. O vencedor, nas competições esportivas da antiguidade, recebia a palma da vitória. Ao levarmos os ramos sinalizamos que seguimos um vencedor e não um derrotado. Venceu pela força mais poderosa que existe: o amor. Jesus é o rei do amor, amor que é a força misteriosa, o dinamismo mais poderoso que existe porque vence a morte. A morte não tem poder sobre quem ama, assim como não teve poder sobre Jesus, que resussitou glorioso.

Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Hosana, Hosana ao Rei...(entra cantarolando)
Personagem B: Que alegria você cantando a musica do domingo de ramos?
Personagem A: Sim, como você adivinhou?
Personagem B: Ah eu me lembro das missas, todo ano eu vou... gosto muito deste dia!
Personagem A: É eu também... você podia me ajudar, estou em uma missão importante!
Personagem B: Sim, sim... eu adoro ajudar! Pode pedir...
Personagem A: Eu estou procurando uns ramos, minha catequista pediu... ela me pediu porque sabe que sou muito esperto, tenho muitos contatos, sabe
Personagem B: Ah sei... então você nem precisa de ajuda né?
Personagem A: Ah na verdade não, mas aceito sua ajuda. Afinal, são muitos ramos e você me ajuda a trazer! Topa?
Personagem B: Tá bom, eu topo!
Personagem A: Mas na verdade a missão mais importante é achar um jumentinho! Você sabe onde tem?
Personagem B: Nossa, eu não sei... que difícil!
Personagem A: Mas temos que achar, senão minha entrada no teatrinho da catequese não vai ter graça eu prometi para a catequista que traria os ramos, mas só se ela me deixasse ser Jesus!
Personagem B: Ah mas você pode fingir que tá num jumentinho, pega um cabo de vassoura... que acha? vou lá em casa pedir para minha mãe, peraí!
Personagem A: Tá maluco! Claro que não, vamos procurar o jumentinho. É a minha grande chance de imitar bem Jesus, a catequista vive falando de imitar Jesus... preciso fazer direito....
Personagem B: Nossa, mas moramos na cidade e não na roça... nunca vamos achar!
Personagem A: Ah não fale assim! E se o moço que Jesus pediu para buscar o Jumentinho pensasse assim? Estaríamos perdidos! Nunca teríamos nos salvado!
Personagem B: Eu não acho isso... Jesus ia dar um jeito e entrar, ele sim era muito esperto!
Personagem A: É mesmo, você não é nada esperto... e eu não quero mais sua ajuda! Tchauzinho!
chega a catequista
Catequista: Crianças vocês estão brigando?
Personagem B: Este maluco quer procurar um jumentinho, não vamos achar tia!
Personagem A: Ah não acredito que além de não me ajudar vocês estragou a minha grande surpresa no teatro da catequese! Agora acabou nossa amizade mesmo!
Catequista: Não, não... não faça isso. Que grande imitador de Jesus você quer ser assim brigando com o seu amigo!
Personagem A: Ah estou chateado!
Personagem B: Eu também estou!
Catequista: Não fiquem, por favor! Temos que lembrar do domingo de ramos com grande alegria! Jesus quando chegou lá já tinha no coração tudo que aconteceria, já sabia que morreria na cruz por nós!
Personagem B: È mesmo, tia?
Catequista: Sim, já sabia... entrou montado num jumentinho, muito simples, nada de honrarias de Rei, mas ele sim é Rei, quis nos mostrar que seu Reino não era para as riquezas da terra, mas do coração, e foi isso que ele nos pediu sempre: Amor ao irmão!
Personagem A: Ah amigo, desculpa...acho que eu não fui um bom imitador de Jesus!
Personagem B: Eu desculpo sim...
Catequista: Que bom! Jesus se alegra com isso! Não podemos perder tempo com brigas e nada que nos distancie de Deus!
Precisamos mostrar para as pessoas que ainda não conhecem Jesus o quão grande é o amor de Deus por nós! E neste domingo é uma boa oportunidade crianças, não deixe ela passar!
Quem é o Rei da vida de vocês?
Personagem A e B: Jesus!

Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

No dia que receberam Jesus e o saudaram com os ramos muitos colocaram suas vestes, suas roupas no chão, fazendo um caminho lindo para Jesus passar, sabia?

Pois é, foi assim! Muito bonita esta ação. Muitas crianças não sabem disto!

Então que tal além de trazer alguns ramos para contar a historia do evangelho de hoje confeccionar com as crianças uma camiseta de TNT e decora-la com tudo que gostaria de dizer a Jesus recriando este momento tão lindo da passagem dele pelo povo, vamos? Vai ser demais!

Pode ter coração, a cruz, palavras de amor, a pomba do Espirito Santo e mãozinhas desenhadas... várias coisas... Jesus vai amar!

Recorte o molde da camiseta no TNT e deixe que Deus inspire o coração dos pequenos para que eles criem e decorem a "camiseta".

Feito isto, relembre o ato de grande admiração, respeito e amor do povo a Jesus e estendam as camisetas decoradas no chão, fazendo um lindo caminho.

Depois uma criança imitando Jesus pode passar no jumentinho (faça estilizada uma carinha num cabo de vassoura) e as outras acenam os ramos enquanto cantamos a musiquinha.

Molde de camiseta para recortar no TNT:





Aqui tem uma carinha de Jumentinho, recortem e colem no cabo da vassoura.









Nenhum comentário:

Postar um comentário