Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

domingo, 24 de junho de 2018

Evangelho de Marcos 6, 1-6


Missa de 08 de julho de 2018


Imagem relacionada



14º DOMINGO DO TEMPO COMUM



Leituras
Primeira Leitura Ez 2,2-5
Salmo Salmo 122 (123)
Segunda Leitura 2Cor 12,7-10
Evangelho Mc 6,1-6
Liturgia Diária

Mensagem Principal

Irmãos e irmãs, estamos reunidos, como família, ao redor daquele que se encarnou e nos ensinou o caminho do amor, mas que foi rejeitado por ser uma pessoa tão comum como as outras de seu tempo. Ser profeta, na maioria das vezes, é enfrentar rejeição. Deus, contudo, sempre acompanha seus escolhidos.


Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

A liturgia deste domingo revela que Deus chama, continuamente, pessoas para serem testemunhas no mundo do seu projeto de salvação. Não interessa se essas pessoas são frágeis e limitadas; a força de Deus revela-se através da fraqueza e da fragilidade desses instrumentos humanos que Deus escolhe e envia.
A primeira leitura apresenta-nos um extrato do relato da vocação de Ezequiel. A vocação profética é aí apresentada como uma iniciativa de Jahwéh, que chama um “filho de homem” (isto é, um homem “normal”, com os seus limites e fragilidades) para ser, no meio do seu Povo, a voz de Deus.
Na segunda leitura, Paulo assegura aos cristãos de Corinto (recorrendo ao seu exemplo pessoal) que Deus atua e manifesta o seu poder no mundo através de instrumentos débeis, finitos e limitados. Na ação do apóstolo – ser humano, vivendo na condição de finitude, de vulnerabilidade, de debilidade – manifesta-se ao mundo e aos homens a força e a vida de Deus.
O Evangelho, ao mostrar como Jesus foi recebido pelos seus conterrâneos em Nazaré, reafirma uma ideia que aparece também nas outras duas leituras deste domingo: Deus manifesta-Se aos homens na fraqueza e na fragilidade. Quando os homens se recusam a entender esta realidade, facilmente perdem a oportunidade de descobrir o Deus que vem ao seu encontro e de acolher os desafios que Deus lhes apresenta.


Ideia de roteiro para teatro

PA entra chateado.

PB: Oi PA! Tudo bem com você?

PA: Não muito! Estou um pouco triste! Deixei minha mãe meio chateada hoje!

PB: Ah é? E Por que?

PA: Ela disse que tem que falar mil vezes a mesma coisa e que ninguém em casa a escuta.

PB: Minha mãe sempre diz isso!

PA: A minha também! Mas hoje achei que ela estava um pouco mais chateada hoje!

PB: Você sabia que isso também aconteceu com Jesus?

PA: Sério?

PB: É sim! No Evangelho de hoje fala que Jesus foi ensinar em uma sinagoga na sua terra, Nazaré na Galiléia e que depois Dele falar as pessoas duvidaram que seria mensagens de Deus.

PA: Mas as pessoas não sabiam que Jesus é o filho de Deus?

PB: Não sabiam! Para eles era só o filho de Maria e conhecido por ser carpinteiro.

PA: Eles não davam muita importância porque já conheciam Jesus né?

PB: Isso mesmo!

PA: Jesus também deve ter se chateado, assim como minha mãe! Ela deve achar que não dei importância para o que ela me pediu porque já a conheço.

PB: Poxa PA! É verdade! Mas você não é igual aquele povo de cabeça dura! Você já está entendendo que agiu mal.

Catequista: Olá crianças! Tudo bem?

PB: Sim catequista!

PA: Mais ou menos catequista! Hoje me comportei igual o povo de Nazaré que não aceitou muito bem os ensinamentos de Jesus. E minha mãe estava como Jesus, o profeta que não foi bem recebido em sua terra.

Catequista: PA não precisa ficar triste! Você já está sendo diferente daquele povo, pois está percebendo que não teve uma atitude legal.
Vamos olhar um outro lado dessa história?

PA: Outro lado?

Catequista: Sim! Olha a perseverança de Jesus que não desistiu de evangelizar e levar a mensagem de Deus mesmo quando não foi bem recebido em sua própria terra. Isso tem dois motivos: O primeiro é que Ele dava muita importância para o plano de salvação de Deus e segundo porque ele ama todo seu povo.

PA: Minha mãe também Catequista. Ela fala mil vezes pra gente aprender e nunca desiste de nos ensinar porque nos ama.

Catequista: Sim isso mesmo! Jesus ainda realizou algumas curas no meio daquele povo.

PB: Mas catequista, por que não acreditaram em Jesus e trataram ele mal?

Catequista: As pessoas daquele época que esperavam o Messias que viria para libertá-los, imaginavam que o Deus todo poderoso em toda sua glória se manifestaria de maneiras grandiosas e não de uma forma simples e humilde através do filho de Maria e de um carpinteiro. Então não achavam que Jesus podia ser profeta e mensageiro de Deus pois ele não estudava as escrituras com os grandes mestres.

PB: Eles nem imaginavam que estavam diante do próprio Jesus o filho de Deus.

Catequista: Não imaginavam mesmo! E por isso não estavam de coração aberto para receber tudo aquilo que Jesus tinha para levar à eles.

PA: Se eu abrir meu coração e ouvir o que a mamãe tem para me ensinar terei uma vida bem melhor!

Catequista: Isso mesmo PA e se abrirmos o coração para mensagem de Jesus e nos tornarmos profetas como Ele poderemos levar mais pessoas à terem uma vida melhor.

PB: E quando as pessoas não quiserem nos ouvir, assim como fizeram com Jesus?

Catequista: Continuaremos firmes pois não é algo para sermos vaidosos e sim perseverantes pois o mais importante na nossa missão é apresentar o amor de Deus para todos!

PA: Sim catequista queremos ser profetas e ensinar à todos sobre o grande amor de Deus por nós.



Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Fazer com as crianças bilhetinhos para que possam levar para casa e evangelizar seus familiares.

Ressaltar que podem ter pessoas que não aceitem muito bem a mensagem, mas que mesmo assim temos que sere perseverantes, pois fazemos por Jesus!


Oração

Jesus meu bom amigo, assim como você também quero anunciar as maravilhas de Deus!
Me dá fé e perseverança para não desanimar onde não puder te anunciar.Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário