Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Evangelho de Marcos 13, 33-37

Missa de 03 de Dezembro de 2017

Resultado de imagem para atividade Evangelho de Marcos 13,33-371º DOMINGO DO ADVENTO

Leituras
Primeira Leitura Is 63,16b-17.19b;64,2b-7
Salmo 79 / 80
Segunda Leitura 1Cor 1,3-9
Evangelho Mc 13,33-37

Mensagem Principal

Iniciando o tempo sagrado do Advento que marca o início de um novo Ano Litúrgico, seremos convidados pelo Senhor a entrar no mistério da promessa de sua segunda vinda. Ele que veio a primeira vez em Belém, virá uma segunda vez e espera nos encontrar vigilantes e atentos no cumprimento de sua vontade e dos seus mandamentos. Iniciemos esta Eucaristia enchendo nosso coração de santa esperança no Senhor.
Folheto Povo de Deus

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

MENSAGEM

O nosso texto está integrado na terceira parte do discurso escatológico. Refere-se diretamente ao final dos tempos e à atitude que os discípulos devem ter face a esse encontro último e definitivo com Jesus. O seu objetivo não é transmitir informação objetiva acerca do “como” e do “quando”, mas formar os discípulos e torná-los capazes de enfrentar a história com determinação e esperança.
O Evangelho deste domingo começa com uma parábola – a parábola do homem que partiu em viagem, distribuiu tarefas aos seus servos e mandou ao porteiro que vigiasse (cf. Mc 13,33-34) – e termina com uma admoestação aos discípulos acerca da atitude correta para esperar o Senhor (cf. Mc 13,35-37). Primitivamente, a parábola contada por Jesus seria dirigida aos discípulos e teria como objetivo recordar-lhes o dever de guardar e fazer frutificar os tesouros desse Reino que Jesus lhes confiou antes de partir para o Pai.
O “dono da casa” da parábola é, evidentemente, Jesus. Ao deixar este mundo para voltar para junto do Pai, Ele confiou aos discípulos a tarefa de construir o “Reino” e de tornar realidade um mundo construído de acordo com os valores do Reino. Os discípulos de Jesus não podem, portanto, cruzar os braços, à espera que o Senhor venha; eles têm uma missão – uma missão que lhes foi confiada pelo próprio Jesus e que eles devem concretizar, mesmo em condições adversas. É necessário não esquecer isto: esta espera, vivida no tempo da história, não é uma espera passiva, de quem se limita a deixar passar o tempo até que chegue um final anunciado; mas é uma espera ativa, que implica um compromisso efetivo com a construção de um mundo mais humano, mais fraterno, mais justo, mais evangélico.
Quem é o “porteiro”, com uma tarefa especial de vigilância (vers. 34)? Na perspectiva de Marcos, o “porteiro” parece ser todo aquele que tem uma responsabilidade especial na comunidade cristã… A sua missão é impedir que a comunidade seja invadida por valores estranhos ao Evangelho e à dinâmica do Reino. A figura do “porteiro” adequa-se, especialmente, aos responsáveis da comunidade cristã, a quem foi confiada a missão da vigilância e da animação da comunidade. Eles devem ajudar a comunidade a discernir permanentemente, diante dos valores do mundo, aquilo que a comunidade pode ou não aceitar para viver na fidelidade ativa a Jesus e às suas propostas.
Todos – “porteiro” e demais servos do “senhor” – devem estar ativos e vigilantes. A palavra-chave do Evangelho deste dia é esta: “vigilância”. Contudo, “vigilância” não significará, para os discípulos, o viver à margem da história, num angelismo alienante, evitando comprometer-se para não se sujar com as realidades do mundo e procurando manter a “alminha” pura e sem mancha para que o Senhor, quando chegar, os encontre sem pecados graves; mas será o viver dia a dia comprometido com a construção do Reino, realizando fielmente as tarefas que o Senhor lhes confiou. Essas tarefas passam pelo compromisso efetivo com a construção de um mundo novo, um mundo que viva cada vez mais de acordo com os projetos de Deus.
O nosso texto assegura aos discípulos, em caminhada pelo mundo, que o objetivo final da história humana é o encontro definitivo e libertador com Jesus. “O Senhor vem” – garante-lhes o próprio Jesus; e esta certeza deve animar e dar esperança aos discípulos, sobretudo nos momentos de crise e de confusão. Mesmo que tudo pareça ruir à sua volta, os discípulos são chamados a não perder a esperança e a ver, para além das estruturas velhas que vão caindo, a realidade do mundo novo a nascer.
Que devem os discípulos fazer, enquanto esperam que irrompa definitivamente esse mundo novo prometido? Devem, com coragem e perseverança, dar o seu contributo para a edificação do “Reino”, sendo testemunhas e arautos da paz, da justiça, do amor, do perdão, da fraternidade, cumprindo dessa forma a missão que Jesus lhes confiou.

Ideia de roteiro para teatro

(Personagem A entra segurando uma grande casa nas mãos. Encontra o Personagem B com uma mochila, lanterna e fita crepe nos olhos puxando a pálpebra para não fechar)

PA: Oi todo mundo!! Oi PB!! Meu Deus o que é isso?? (Começa a dar risada)

PB: Oi gente!!! Pode rir a vontade!!! Vamos ver quem vai se dar melhor no final?!

PA: Como assim???

PB: Olha, hoje estou super feliz!! Fui a missa com os meus pais e prestei atenção direitinho. Então fui correndo em casa me preparar para nunca mais dormir!!

PA: Agora estou entendendo....

PB: Peguei tudo o que vou precisar!!! Peguei alimentos, lanterna e para não dormir a fita crepe!! Só espero que ele chegue logo!!!

PA: Quem?

PB: O dono da casa!!

PA: Nossa mas que confusão!! Olha você complicou tudo!!! Também fui a missa com os meus pais e também prestei atenção no evangelho!!! Fiz essa casa aqui para ficar vigiando como um porteiro!

PB: Nossa, claro que não!! Essa casa sua não é de verdade!!!

PA: Mas é uma casa! Pior você que está vigiando não sei o que? No Evangelho fala claramente que devemos vigiar a casa como o porteiro!

PB: Nossa não pensei na casa e sim em vigiar!! Mas podemos fazer o seguinte: você divide a casa comigo e eu todas as coisas que eu tenho! Assim quando o dono chegar, vai nos pegar em alerta!

PA: Ótima ideia!!! Agora quem será esse dono hein? E onde será a casa verdadeira?

PB: Ótimas perguntas!! Olha a nossa Catequista chegando! Vamos perguntar para ela?

PA: Vamos sim!! Catequista...

C: Olá crianças!!! Mas o que está acontecendo??

PA: Então, nós estamos obedecendo o Evangelho e temos umas perguntas!!

PB: Queremos saber quem é o dono e onde está a casa para podermos vigiar?

C: Ah!!!! Agora estou entendendo!!

PA: Pois então!! Fiz essa casa aqui de dobradura para vigiar!!

PB: E eu trouxe muitas coisas, inclusive colocamos fita crepe para não dormir e ficar vigiando igual ao porteiro!! Mas fica mais fácil saber onde está a casa verdadeira!!

C: Crianças lindas do meu coração!!!! Que confusão vocês estão fazendo!! Mas olhem, fiquei feliz em perceber que vocês estão preocupados de obedecer aos ensinamentos do Senhor! Por isso prestem bastante atenção que vou explicar tudo!!

PB: Que ótimo!! Vou anotar tudo!

C: Bom, Jesus contou a parábola do  homem que partiu em viagem, distribuiu tarefas aos seus servos e mandou ao porteiro que vigiasse. O "dono da casa" da parábola é o próprio Jesus!

PA: O Próprio Jesus???

C: Isso mesmo!! A Casa que Ele fala é o Reino de Deus! Os empregados são os discípulos de Jesus. Ou seja, todos os cristãos chamados a construir o Reino de Deus!!

PA: Cada um de nós???

C: Isso mesmo! Os discípulos de Jesus não podem, cruzar os braços à espera que o Senhor venha. Eles precisam colocar a mão na massa e trabalhar para quando Jesus voltar encontre o Reino de Deus construído!! Por isso ele pede ao porteiro que vigie os empregados!

PB: E o porteiro? Quem é?

C: São as pessoas que recebem de Deus a missão de Evangelizar, de Ensinar os Ensinamentos do Senhor!

PA: Como o Padre?

PB: A Sra, nossa Catequista?

C: Isso mesmo!!! São pessoas que recebem a missão de ensinar, animar, motivar a todos a cumprirem o chamado do Senhor de construir o Reino de Deus! O que precisamos entender é que estamos esperando a volta de Jesus! Mas essa espera não pode ser de braços cruzados! Precisamos esperar trabalhando para construir o Reino de Deus, ou seja, a construção de um mundo mais humano, mais fraterno, mais justo, mais evangélico, um mundo melhor!

PA: Que responsabilidade a sua e a nossa?

C: É mesmo! O mais importante que precisamos fazer é estar VIGILANTES! Ou seja, é vigiar para que as nossas atitudes, nossas escolhas e nosso modo de viver esteja construindo o Reino, o mundo melhor!!

PB: Deixa eu ver se entendi: Jesus está preocupado em voltar e encontrar o Reino de Deus construído. Por isso que Ele vem falando sobre vigiar o tempo todo?

C: Exatamente isso!! Por isso é que precisamos cuidar e vigiar para que as nossas atitudes estejam construindo o Reino e não destruindo!!

PA: C, quais atitudes constroem e quais atitudes destroem o Reino?

C: Muito boa pergunta. As atitudes que constroem o Reino são as atitudes do amor, da obediência, da caridade em ajudar o próximo, da oração, ou seja todas as atitudes que obedeçam os ensinamentos do Senhor. As atitudes que destroem o Reino são opostas aos ensinamentos, como o ódio, a desobediência, o egoísmo e tantas outras...

PB: Nossa, por isso precisamos prestar atenção nas atitudes que estamos escolhendo viver não é C?

C: Isso mesmo!! Podemos pedir ajuda ao nosso amigão, o Espirito Santo! Ele está no nosso coração e nos ajudará a vigiar para que as nossas atitudes construam o Reino do Senhor! Então vamos colocar as mãos no nosso coração, fechar os olhos e repetir assim comigo: Espirito Santo, neste dia, quero pedir a sua ajuda, para que eu possa estar sempre vigiando e escolhendo as atitudes que construam o Reino. Assim, quando Jesus voltar, vai encontrar o Reino de Deus ao nosso redor lindo e forte! Amém

Sugestão de Música

Se nos preocuparmos em ser bom como Jesus é bom, estaremos construindo um lindo Reino de Deus!


Ideia para trabalhar esse Evangelho

Após a explicação do Evangelho, é preciso fazer uma reflexão com as crianças!!
Passo a passo
 http://euamoartesanar.blogspot.com.br/2015/04/caixa-de-ferramenta.html
Então podemos sentar em círculo e apresentar para as crianças a caixa de ferramentas da construção do Reino de Deus!

Esse é um modelo muito legal de fazer de sucata uma caixa de ferramentas!!

A reflexão começa dessa forma: Se Jesus nos ensina a ser vigilantes para que tenhamos boas atitudes,o que precisamos ter de ferramentas para construirmos o Reino de Deus??




Trazer algumas ferramentas de crianças para fazer a seguinte reflexão:
- TESOURA: Para que serve a Tesoura?  Quais atitudes nossas que precisamos cortar da nossa vida?
- ÓCULOS DE CORAÇÃO: Para que serve o óculos? Como podemos ver o mundo melhor? Por exemplo, podemos ver com os olhos de Jesus, olhos com amor...
- PINCEL: Para que serve o pincel? Como podemos pintar o mundo melhor? Por exemplo, podemos pintar o mundo com o amor de Deus...
- TRENA: Para que serve para a trena? O que podemos medir  nas nossas atitudes? Por exemplo o tamanho da minha disposição em ajudar o meu próximo...
- BALDE: Para que serve o balde? O que podemos encher para ter mais foça de construir o reino? Por exemplo, da Água do Espirito Santo
- PREGOS: Para que serve os pregos? O que os pregos podem unir? Existem vários tipos de pregos. Então podemos pensar em pregos do amor, do perdão, da oração...
- PARAFUSADEIRA: Para que serve a parafusadeira? Como podemos usar esta parafusadeira especial?? Por exemplo: unir com o prego do perdão duas pessoas que brigaram...
- Quais mais ferramentas podemos usar para a construção do Reino de Deus?

Pode ser feito uma caixa de ferramentas para as crianças pintarem as ferramentas, escreverem para que serve e colocarem na caixa!

Essa caixa pode ser a lembrancinha do encontro!



























                                                     Ou pode ser colocado assim:














Oração

Querido Jesus,
Obrigado(a) pelo ensinamento de hoje!
Quero estar sempre vigiando para que as minhas atitudes sejam atitudes que construam o Reino do Senhor.
Que o Espirito Santo me ajuda a construir o Reino mostrando o caminho e as ferramentas para serem usadas.

Amém

Nenhum comentário:

Postar um comentário