Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

sábado, 22 de abril de 2017

Evangelho de João 10-1-10

Missa de 07 de Maio de 2017

QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA
"EU SOU A PORTA DAS OVELHAS"

Leituras
Primeira Leitura At 2, 14a.36-41

Salmo Sl 22, 1-3a.3b-4.5.6(R.1)
Segunda Leitura 1Pd 2, 20b-25   
Evangelho Jo 10, 1-10
Liturgia Diária

Mensagem Principal
Jesus é o único lugar de acesso para que possamos encontrar as pastagens que dão vida, passar pela porta significa aderir a Ele, quem passa pela porta que é Jesus pode passar para a terra da liberdade, onde encontrarão vida em plenitude.
Fonte: Comentário à Liturgia

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

MENSAGEM

O texto que nos é proposto deve ser entendido no contexto mais amplo da denúncia da atuação dos dirigentes espirituais judeus. No episódio do cego de nascença (cf. Jo 9), tinha ficado claro que os dirigentes não estavam interessados em acolher a luz e em deixar que o Povo escolhesse a liberdade que Jesus oferecia. Em jeito de conclusão desse episódio, Jesus avisa os dirigentes de que veio chamá-los a juízo (“krima”) por causa da sua má gestão como líderes do Povo de Deus (cf. Jo 9,39-41 – os versículos que antecedem o nosso texto): eles não só preferiram continuar nas trevas da sua auto-suficiência, como impedem o Povo que lhes foi confiado de descobrir a luz libertadora que Jesus lhes quer oferecer.
O texto do Evangelho, que hoje nos é proposto, está dividido em duas partes, ou em duas parábolas.
Na primeira parábola (cf. Jo 10,1-6), Jesus apresenta-se preferencialmente como “o Pastor”, cuja ação se contrapõe a esses dirigentes judeus que se arrogam o direito de pastorear o “rebanho” do Povo de Deus, mas sem serem “pastores”.
Jesus não usa meias palavras: os dirigentes judeus são ladrões e bandidos (cf. Jo 10,1), que se servem das suas prerrogativas para explorar o Povo (ladrões) e usam a violência para o manter sob a sua escravidão (bandidos). Aproximam-se do Povo de Deus de forma abusiva e ilegítima, porque Deus não lhes confiou essa missão (“não entram pela porta”): foram eles que a usurparam. O seu objectivo não é o bem das “ovelhas”, mas o seu próprio interesse.
Ao contrário, Jesus é “o Pastor” que entra pela porta: ele tem um mandato de Deus e a sua missão foi-Lhe confiada pelo Pai. Em Ezequiel, o papel do “pastor” correspondia, em primeiro lugar, a Deus (cf. Ez 34,11-12.15) e ao futuro enviado de Deus, o “Messias” descendente de David (cf. Ez 34,23). Ao apresentar-se como Aquele “que entra pela porta”, com autoridade legítima, Jesus declara-Se, implicitamente, o “Messias” enviado por Deus para conduzir o seu Povo e para o guiar para as pastagens onde há vida em plenitude. Ele entra no redil das “ovelhas” para cuidar delas, não para as explorar. A sua missão é libertá-las das trevas em que os dirigentes as trazem e conduzi-las ao encontro da luz libertadora (cf. Jo 10,2).
Como é que Jesus exercerá a sua missão de “pastor”? Em primeiro lugar, irá chamar as “ovelhas”. “Chama-as pelo seu nome”, porque conhece cada uma e com cada uma quer ter uma relação pessoal de amor, de proximidade, de comunhão: para Jesus, não há “massas”, mas pessoas concretas, com a sua identidade própria, com a sua riqueza, com a sua dignidade.
Não obrigará ninguém a responder-Lhe; mas os que responderem ao seu chamamento farão parte do seu “rebanho”. A esses, Jesus conduzi-los-á “para fora” (vers. 3): Jesus não veio instalar-Se na antiga instituição judaica, geradora de opressão e de escravidão; mas veio criar uma comunidade humana nova – a comunidade do novo Povo de Deus.
Depois, o “pastor” caminhará “diante das ovelhas” e estas segui-l’O-ão (vers. 4). Ele indica-lhes o caminho, pois Ele próprio é “o caminho” (cf. Jo 14,6) que leva à vida plena. As “ovelhas” seguem-n’O: “seguir” traduz a atitude do discípulo, convidado a seguir Jesus no caminho do amor e do dom da vida, a fazer d’Ele a sua referência fundamental, a aderir a Ele de todo o coração. As “ovelhas” “escutam a sua voz”, porque sabem que só a voz de Jesus as conduz, com segurança, ao encontro da vida definitiva.
Na segunda parábola (cf. Jo 10,7-9), Jesus apresenta-Se como “a porta”. Aqui, Ele já não é o pastor legítimo que passa pela porta, mas “a porta”. O que é que Ele quer traduzir com esta imagem?
A imagem pode aplicar-se aos líderes que pretendem ter acesso ao “rebanho”, ou pode aplicar-se às próprias “ovelhas”. No que diz respeito aos líderes, significa que ninguém pode ir ao encontro das “ovelhas” se não tiver um mandato de Jesus, se não tiver sido convidado por Jesus; e significa também que ninguém pode ir ao encontro das “ovelhas” se não tiver os mesmos sentimentos, a mesma atitude de Jesus (que não é a de explorar as “ovelhas”, mas a de dar-lhes vida).
No que diz respeito às “ovelhas”, significa que Jesus é o único lugar de acesso para que as “ovelhas” possam encontrar as pastagens que dão vida. “Passar pela porta” que é Jesus significa aderir a Ele, segui-l’O, acolher as suas propostas. As “ovelhas” que passam pela porta que é Jesus (isto é, que aderem a Ele) podem passar para a terra da liberdade (onde não mandam os dirigentes que exploram e roubam), onde encontrarão “pastos” (vida em plenitude).
O nosso texto termina com a reafirmação do contraste entre Jesus e os dirigentes: os líderes religiosos judaicos utilizam o “rebanho” para satisfazer os seus próprios interesses egoístas, despojam e exploram o povo; mas Jesus só procura que o seu “rebanho” encontre vida em plenitude.

Ideia de roteiro para teatro

(Entra o Personagem A (PA) com uma grande chave e encontra o Personagem B (PB) vestido de ovelha)

PB: Oi Crianças, tudo bem? Oi PA! Nossa, o que está fazendo com essa chave enorme na tua mão PA?

PA: Oi todo mundo!! Agora, eu que te pergunto PB o que você está fazendo vestido de ovelha?

PB: Eu acho que você não prestou atenção no evangelho de hoje. Jesus disse que precisamos ser ovelhas para que possamos passar na porta rumo a liberdade, então teremos uma vida maravilhosa.

PA: Mas fala sério PB, nada vai adiantar você se vestir assim para virar ovelha!

PB: Claro que adianta! Inclusive eu até estou estudando para falar o ovelhês!

PA: Ovelhês?

PB: Isso! É a língua da ovelha. Olha só: Beeee, Beeeeeee, Be, Be...

PA: Mas que viagem é essa.... A verdade é que só eu vou entrar, pois achei a chave e abrirei essa porta que você me disse.

PB; Claro que não PA, você está só pensando em você. Jesus nos disse para sermos verdadeiras ovelhas seguindo o pastor e assim entraremos todos juntos na porta. Com esta roupa irei passar desapercebido com as demais.

PA: Mas como já te falei, eu achei a chave que é de Jesus. Então entrarei lá de qualquer jeito. Vou pensar se deixo ou não você passar!!

PB: O que?

(Catequista (C) entra)

C: Oi crianças!!! O que vocês estão discutindo?

PA: Que bom C que a senhora chegou, explica para a PB que nada vai adiantar ele ficar vestido de ovelha e falando ovelhês que não vai entrar mesmo!! Afinal quem tem a chave sou eu!

PB: Fala pra ele C, que ele está sendo egoísta!

C: Pelo que eu entendi vocês estão falando do Evangelho de hoje?

PB: Estamos sim C. O PA não entendeu nada, ele achou esta chave e vai abrir a porta que Jesus nos disse no Evangelho. Só que não vai me levar (diz chorando muito). E eu me arrumei para ficar igualzinho uma ovelha para poder entrar e não vou conseguir. (chora ainda mais).

PA: Calma PB eu ainda não decidi ainda se vou deixar ou não, vai depender se vai merecer.

C: Crianças! Vocês não entenderam a parábola de Jesus neste evangelho?

PA: Claro que sim!

C: Vou explicar melhor para vocês!

(PB Concorda e para de chorar)

C: Jesus nos disse para sermos como ovelhas. Vocês sabem com as ovelhas vivem?

PA: Não sei não!!

PB: Também não! Como elas vivem?

C: As ovelhas vivem seguindo e obedecendo o pastor. Elas conhecem a voz do pastor e faz tudo o que ele manda para elas. É assim que Jesus quer que vivamos. Quer que aprendemos a obedecer aos teus ensinamentos. Afinal Ele é o nosso pastor e nós somos as suas ovelhas.

PB: Tá vendo!! Nós somos as ovelhas de Jesus!

C: Isso mesmo! Mas não precisa vestir roupa de ovelha e nem falar o ovelhês não!!

PB: Ah não?

C: Não. Precisamos ouvir a voz de Jesus e assim daremos abertura para que Ele nos conduza para uma vida melhor e mais feliz. Assim caminharemos nos caminhos que Ele nos conduzirá. E se por acaso nos desviarmos do caminho ou ficarmos para trás, Ele irá buscar para então continuar a nossa caminhada.

PA: Eu disse pra você que não adiantaria ficar vestido desse jeito!

C: Mas quando ele nos fala da porta que entraremos, é do próprio Jesus que estamos falando. Jesus é a porta.

PB: Como assim Jesus é a Porta?

C: Isso mesmo. Quem atravessa a Porta que é Jesus entra para uma vida cheia de amor, perdão, ajuda ao próximo, ou seja, uma vida muito mais feliz!! Agora tem uma coisa muito importante que precisamos aprender!

PA: O que??

C: A chave desta porta são as nossas atitudes, a maneira que estamos vivendo no dia dia e se estamos realmente colocando em prática os ensinamentos de Jesus. Isso nos dará direito de passar por esta porta que é Jesus, encontrando em um vida plena de muitas maravilhas. Entenderam crianças?

PA: Agora sim C, eu fui muito egoísta, mesmo pensando que iria conseguir entrar com esta chave não ia nem levar o meu amigo, mas agora entendemos, peço desculpas PB.

C: Que bom que todos entenderam. Para ficar gravado em nossos corações, vamos pedir que o Espírito Santo conduza a nossa vida e nos ajude a colocar tudo que Jesus nos ensina em prática. Assim viveremos como ovelhas de Jesus e teremos a chave para passar pela porta que é Jesus.
Amém!
Sugestão de Música


Ideia para trabalhar esse Evangelho

Faça que as crianças encontrem o caminho correto para a ovelha encontrar o nosso Pastor Jesus:

Fonte: http://anotacoesbr.blogspot.com.br/2012_04_01_archive.html

Oração

Querido Pastor Jesus, nos torne obedientes e nos ajude a compreender os teus caminhos, para que juntos possamos seguir os teus passos buscando uma vida plena de carinho, atenção, respeito e muito amor.
Amém!!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário