Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

EVANGELHO LUCAS 5,1-11

Missa 10 de Fevereiro de 2019


Resultado de imagem para desenho pescadores de homens
5º DOMINGO DO TEMPO COMUM “EM ATENÇÃO À TUA PALAVRA, VOU LANÇAR AS REDES”


Leituras
Primeira Leitura (Is 6,1-2a.3-8)
Salmo  (137(138))
Segunda Leitura (1Cor 15,1-11)
Evangelho (Lc 5,1-11)
Fonte: Folheto Nova Aliança



Mensagem Principal

O Evangelho deste Domingo nos ajuda a compreender que a escuta obediente à Palavra do Senhor nos leva ao encontro com a Vida Nova.
Fonte: Folheto Nova Aliança

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:
Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

MENSAGEM
O texto que nos é proposto como Evangelho é uma catequese que procura apresentar as coordenadas fundamentais da identidade cristã: o que é ser cristão? Como se segue Jesus? O que é que implica seguir Jesus?
Ser cristão é, em primeiro lugar, estar com Jesus “no mesmo barco” (vers. 3). É desse barco (a comunidade cristã), que a Palavra de Jesus se dirige ao mundo, propondo a todos a libertação (“pôs-Se a ensinar, da barca, a multidão”).
Ser cristão é, em segundo lugar, escutar a proposta de Jesus, fazer o que Ele diz, cumprir as suas indicações, lançar as redes ao mar (vers. 4-5). Às vezes, as propostas de Jesus podem parecer ilógicas, incoerentes, ridículas (e quantas vezes o parecem, face aos esquemas e valores do mundo…); mas é preciso confiar incondicionalmente, entregar-se nas mãos d’Ele e cumprir à risca as suas indicações (“porque Tu o dizes, lançarei as redes” – vers. 5).
Ser cristão é, em terceiro lugar, reconhecer Jesus como “o Senhor” (vers. 8): é o que faz Pedro, ao perceber como a proposta de Jesus gera vida e fecundidade para todos. O título “Senhor” (em grego, “kyrios”) é o título que a comunidade cristã primitiva dá a Jesus ressuscitado, reconhecendo n’Ele o “Senhor” que preside ao mundo e à história.
Ser cristão é, em quarto lugar, aceitar a missão que Jesus propõe: ser pescador de homens (vers. 10). Para entendermos o verdadeiro significado da expressão, temos de recordar o que significava o “mar” no ideário judaico: era o lugar dos monstros, onde residiam os espíritos e as forças demoníacas que procuravam roubar a vida e a felicidade do homem. Dizer que os seus discípulos vão ser “pescadores de homens” significa que a missão do cristão é continuar a obra libertadora de Jesus em favor do homem, procurando libertar o homem de tudo aquilo que lhe rouba a vida e a felicidade. Trata-se de salvar o homem de morrer afogado no mar da opressão, do egoísmo, do sofrimento, do medo – as forças demoníacas que impedem a felicidade do homem.
Ser cristão é, finalmente, deixar tudo e seguir Jesus (vers. 11). Esta alusão ao desprendimento do discípulo é típica de Lucas (cf. Lc 5,28;12,33;18,22): Lucas expressa, desta forma, que a generosidade e o dom total devem ser sinais distintivos das comunidades e dos crentes que seguem Jesus.
Uma palavra, ainda, para o papel proeminente que Pedro aqui desempenha: a comunidade lucana é uma comunidade estruturada, que reconhece em Pedro o “porta-voz” de todos e o principal animador dessa comunidade de Jesus que navega nos mares da história.

Fonte: www.dehonianos.org/portal/liturgia


Ideia de roteiro para teatro


(PA entra todo preocupado e encontra PB)     
PA: Oi PB!
PB: Oi PA, tudo bem e com você?
PA: Ah PB eu não estou nada bem, estou muito preocupado!
PB: Eita mas o que aconteceu PA?
PA: Eu não estou com dificuldade em uma matéria de escola, na verdade já até desisti!
PB: Como assim desistiu, está louco! Você pode repetir de ano sabia?
PA: Nossa PB não seja exagerado, ano ainda está começando.
PB: Ué que falei que já desistiu foi você! Se você desistiu é porque não vai mais estudar essa matéria, certo?
PA: Você está louco! Meu pai e minha mãe ficariam uma fera comigo! Preciso dar um jeito, mas não sei o que fazer, por mais que eu tente não consigo entender essa matéria.
PB: Ué pede ajuda para professora, sei lá!
PA: Já pensei nisso, mas tenho tanta vergonha e pedir ajuda para professora, parece que a turma inteira aprendeu, menos eu.
PB: Nossa PA! Lembrei de uma coisa muito importante que ouvi no evangelho de hoje e acho que pode te ajudar muito.
PA: Sério? Mas o que é me fala.
PB: No evangelho de hoje Jesus ensina para os discípulos que todos devem confiar e acreditar nele e que todos devemos estar atentos e obedecer a sua palavra e que assim conseguiremos alcançar nossos sonhos e objetivos.
PA: Mas PB não entendi em que o evangelho pode me ajudar!
PB: Olha só, acho que não vou conseguir te explicar, espera aí um pouco, vou ligar para a Catequista, para me ajudar! Ela está por aqui
(Então PB pega celular para ligar para catequista e sai de cena por um minuto e volta)
PB: Pronto PA, já expliquei tudo para Catequista, ela está chegando para ajudar.
(Catequista entra)
C: Oi crianças! Tudo bem com vocês?
PA: Oi C, tudo mais o menos!
C: Estou sabendo do seu problema PA!
PA: Pois é C, estou muito preocupado, sem saber o que fazer, não quero deixar meus pais chateados comigo, mas ao mesmo tempo não quero pedir ajuda da professora, tenho vergonha, todos irão me achar um burro.
C: Não diga isso PA, ninguém tem que achar nada e outra coisa, não é vergonha nenhuma pedir ajudar, assumir que precisa de ajuda.
PB: Eu disse para ele que não tem nada de mais em pedir ajuda, assim como eu pedi para senhora me ajudar a explicar para ele sobre o evangelho de hoje.
C: PA, seu amigo tem razão! O evangelho de hoje nos traz uma mensagem muito importante e essa mensagem te ajudará nessa questão.
PA: Mas como C? Me explica por favor!
C: Jesus pedi para Pedro voltar ao mar para pescar. Pedro sem esperança e cansado, diz a Jesus que faria isso somente por que ele estava pedindo. Nesse momento Pedro apesar de estar desanimado confiou em Jesus e nas suas palavras e o obedeceu. Então um grande milagre aconteceu! Eles conseguirem pescar tantos peixes que precisaram até de outra barca para colocar os peixes.
PA: Nossa C, Pedro obedeceu e acreditou em Jesus e tudo deu certo!
C: Isso mesmo PA! A mensagem desse Evangelho nos motiva a nunca desistirmos, a tentarmos quantos vezes precisarem. Saber que Jesus está perto e que Ele nos orienta, nos ilumina com o Seu Espírito é a nossa segurança para nunca perdermos a esperança. 
PB: Viu PA, não disse que o evangelho de hoje te ajudaria.
PA: Me ajudou mesmo! Já estava sem esperança assim como Pedro, mas agora sei que o que precisava ouvir essa explicação da palavra de Deus para entender que preciso ter confiança no poder de Deus e que se eu pedir com fé e for obediente a Ele, vou conseguir o que preciso.
C: Muito bem PA, mas assim como Pedro é preciso confiar, obedecer e fazer a sua parte, você também precisa fazer a sua parte. Primeiro você acalma seu coração, faça uma linda oração a Deus explicando e pedindo o que você precisa, que no caso é entender sua matéria escolar para melhorar seu desempenho e depois vai buscar ajuda, com sua professora e até mesmo com seus pais. Tenho certeza que ficarão felizes em ajuda-lo, principalmente por ver que está interessado a melhorar. E outra coisa também muito importante, procure estudar mais sobre a matéria, com certeza te ajudará.
PA: Tudo bem C, senhora tem razão! Vou me dedicar mais aos estudos e pedir ajuda para minha professora e meus pais. E Claro! Antes de tudo vou conversar com Deus. Já estou confiante que vou conseguir.
C: Isso mesmo PA parabéns! 

PB: Catequista, tenho uma duvida! no evangelho Jesus fala Pedro segui-lo pois irá fazer dele Pescador de homens, o que Jesus quis dizer com isso? Como assim pescador de homens?

C: Boa pergunta PB! Pescar homens para Jesus é falar do amor de Jesus para as pessoas, dizer a elas que só Jesus pode levá-las novamente para perto de Deus. Pescar homens significa pescar pessoas de um mundo sem Deus e levá-las para a vida eterna com Deus.
 Se você já tem Jesus em sua vida, você pode e deve falar do amor de Jesus para outra pessoa. Assim ela poderá viver melhor aqui na terra e ainda esperar com alegria a vida eterna com Deus. Então todos nós somos convidados por Jesus a sermos pescadores de homens
PB: Que legal, com certeza aceito o convite de Jesus, serei um grande pescador!
PA: Eu também!
C: Muito bem crianças! Agora vamos rezar juntos? Assim nos ajudaremos você nessa missão
PA: Oba, Vamos!


Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho



Oração

Jesus, eu aceito seu convite para ser pescador de homens e assim poder servir a Deus, ensinando sobre seu amor a todos.
Amém.




segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Evangelho de Lucas 4, 21-30

Missa de 03 de Fevereiro de 2019


4º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Leituras
Primeira Leitura Jer 1,4-5.17-19
Salmo 70 (71)
Segunda Leitura 1 Cor 12, 31 - 13, 13
Evangelho Lc 4, 21-30

(Fonte: Liturgia Diária CNBB)




Mensagem Principal
A liturgia deste domingo continua a celebrar o mistério da epifania de Jesus como o Messias, o Salvador da humanidade. Nesta celebração recordamos o dia em que Jesus viveu a experiência de desprezo e rejeição de sua própria comunidade, consequência de sua prática e de sua missão profética. Hoje somos convidados a celebrar com todos os povos e culturas o louvor de nosso Deus, que nos fortalece e nos dá coragem para cumprir a nossa missão profética.


Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:
Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

MENSAGEM

O tema da liturgia deste domingo convida a refletir sobre o “caminho do profeta”: caminho de sofrimento, de solidão, de risco, mas também caminho de paz e de esperança, porque é um caminho onde Deus está. A liturgia de hoje assegura ao “profeta” que a última palavra será sempre de Deus: “não temas, porque Eu estou contigo para te salvar”.
A primeira leitura apresenta a figura do profeta Jeremias. Escolhido, consagrado e constituído profeta por Jahwéh, Jeremias vai arrostar com todo o tipo de dificuldades; mas não desistirá de concretizar a sua missão e de tornar uma realidade viva no meio dos homens a Palavra de Deus.
O Evangelho apresenta-nos o profeta Jesus, desprezado pelos habitantes de Nazaré (eles esperavam um Messias espetacular e não entenderam a proposta profética de Jesus). O episódio anuncia a rejeição de Jesus pelos judeus e o anúncio da Boa Nova a todos os que estiverem dispostos a acolhê-la – sejam pagãos ou judeus.
A segunda leitura parece um tanto desenquadrada desta temática: fala do amor – o amor desinteressado e gratuito – apresentando-o como a essência da vida cristã. Pode, no entanto, ser entendido como um aviso ao “profeta” no sentido de se deixar guiar pelo amor e nunca pelo próprio interesse… Só assim a sua missão fará sentido.. (Fonte: dehonianos.org)



Ideia de roteiro para teatro

Catequista: Olá crianças! Tudo bem?

Personagem A responde sem ânimo: Oi!

Personagem B responde todo animado: Oi catequista! Tudo ótimo!

Catequista: Nossa PA, mas o que foi que aconteceu pra você estar tão desanimado??

PA: Você não vai acreditar!!!

Catequista: O que?

PA: Lembra que aprendemos na Catequese que precisamos evangelizar a todos? E que a senhora nos deu a tarefa falar de Jesus em casa, na escola e tal?

Catequista: Claro que eu lembro!!

PA: Então, fui falar de Jesus para os meus colegas na escola. Eles deram risada de mim, não me escutaram e me deixaram falando sozinha!!!

PB: Sério?? Comigo não foi assim não!! Estou muito empolgado, pois falei de Jesus para a minha avó e ela ficou muito muito feliz!!

PA: Mas a sua avó precisa escutar de Deus?

PB: Ah, minha vó é a pessoa que mais conhece Deus que existe! Ela vai a missa, reza o terço todos os dias! Amo a minha avó!!

PA: Mas ai não vale!! A Catequista falou que precisamos falar de Jesus para quem não o conhece! A sua avó conhece muito bem Ele!!

PB: Sabe o que é, não quis correr o risco que acontecesse comigo o que aconteceu com você! Então escolhi alguém que eu sabia que ia acolher o que eu estava falando!

PA: Mas não vale assim não!!!

PB: Vale sim! E eu não quis correr o risco de falar de Jesus e não ser escutado como aconteceu com você, PA!

Catequista: Calma crianças! Bom, uma coisa é certa, fico feliz que vocês tenham falado de Jesus para as pessoas. Precisamos nos prepara para Sua vinda!

PB: Que bom!!

Catequista: Agora, precisamos aprender uma coisa com Jesus!

PA: O que?

Catequista: A continuar caminhando, nunca desistir da nossa missão.

PB: Como assim?


Catequista: Jesus, assim como você PA, também foi rejeitado...

PA: Verdade?

Catequista: Sim, verdade! Jesus começou a ensinar e as pessoas o mandaram embora.

PA: E o que Jesus fez?

Catequista: Jesus continuou caminhando! Isso precisamos aprender, continuar caminhando! Precisamos preparar a vinda de Jesus sem medo do que as pessoas vão dizer e pensar! Jesus nos ama tanto e quer cada vez mais e mais pessoas perto Dele. Por isso, nós que estamos aqui e escutamos seus ensinamentos, precisamos trazer mais e mais pessoas para perto Dele.

PB: Mas e se as pessoas não quiserem ouvir?

Catequista: Não devemos desistir da nossa missão, só porque não nos deram ouvidos! Se as pessoas não nos escutarem, devemos fazer como Jesus, continuar caminhando! A nossa missão é evangelizar, é preparar a vinda de Jesus.

PA: Agora entendi! Não podemos deixar que o medo nos impeça de falar. Precisamos ter coragem e continuar a nossa missão.

Catequista: Muito bem, vocês aprenderam direitinho!!

PB: E se no meio da caminhada tivermos medo?

Catequista: Quando o medo aparecer, precisamos pedir ao Espirito Santo que nos dê força e coragem nessa missão! Pois quem crê em Deus e é guiado pelo Espírito Santo, não tem o que temer!



Sugestão de Música





Ideia para trabalhar o Evangelho

Esse é um Evangelho muito bom para trabalhar na Criança a autenticidade! Precisamos ser autênticos e não nos importarmos com o que os outros vão pensar e falar de nós!! Pensando nisso, precisamos estar armados como verdadeiros soldados de Jesus!!

Para isso, precisamos trabalhar a Armadura do Cristão, que nos fortalece e nos dá poderes para imitarmos Jesus!
Então, para trabalhar a Armadura do Cristão, leia para as crianças Efésio 6, 10-17.



A sugestão para trabalhar a Armadura do Cristão, é confeccionar todas as partes da Armadura para vestir nas crianças. Então vai explicando todas as partes da Armadura: Capacete da Salvação, Couraça da Justiça, Escudo da Fé, Cinto da Verdade, Espada da Palavra de Deus e Espírito Santo e Bota da Anunciação.

Após a explicação de todos, perguntar às crianças quem quer receber a Armadura do Cristão. 

Então pode ser feito uma oração pedindo a Jesus que nos dê a Armadura do Cristão para termos força e coragem de preparar a vinda Dele.

A sugestão para confeccionar a Armadura para colocar nas crianção é a seguinte:

- Capacete da Salvação: Pode ser feito de Jornal;
- Couraça da Justiça: Pode ser feito de TNT;
- Escudo da Fé: Pode ser feito de EVA ou Prato descartável grande ou até mesmo de papel panamá;
- Cinto da Verdade: Pode ser feito de TNT com a letra V no meio;
- Espada da Palavra de Deus e do Espírito Santo: Pode ser feito de jornal;
- Bota da Anunciação: Pode fazer apenas o cano da bota de TNT preto para colocar por cima do sapato.



Oração

Espirito Santo, meu amigão e companheiro, me ajude a sempre ter força e coragem de preparar a vinda de Jesus! Que eu O anuncie a todos, sem medo, sem vergonha, pois é o Senhor quem fala em mim! Amém!

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Evangelho de Lucas 1,1-4;4,14-2

Missa de 27 de Janeiro de 2018


3º DOMINGO DO TEMPO COMUM


Leituras
Primeira Leitura Ne 8,2-4a.5-6.8-10
Salmo 18-19
Segunda Leitura 1Cor 12,12-30
Evangelho Lc 1,1-4;4,14-2
  
Mensagem Principal

Irmãos e Irmãs, Jesus é Aquele que veio trazer a libertação para o mundo. Ele é o Messias prometido e se revela tal como Ele é. Sua missão é libertar o povo oprimido pelo pecado e trazer a alegria definitiva, que somente Ele pode nos dar. Confiantes de que o próprio Cristo que proclama o ano da graça de Deus para nós. Fonte: Folheto Nova Aliança

Mensagem

A finalidade da obra de Lucas é, como dissemos, recordar aos crentes das comunidades de língua grega as suas raízes e a sua referência a Jesus. Neste texto em concreto, Lucas vai apresentar o programa que Jesus Se propõe realizar no meio dos homens, como uma proposta de libertação dirigida a todos os oprimidos.
O ponto de partida é a leitura do texto de Is 61,1-2. Esse texto apresenta o profeta anónimo que, em Jerusalém, consola os exilados, como um “ungido de Deus”, que possui o Espírito de Deus; a sua missão consiste em gritar a “boa notícia” de que a libertação chegou ao coração e à vida de todos os prisioneiros do sofrimento, da opressão, da injustiça, do desânimo, do medo. O que é mais significativo, no entanto, é a “actualização” que Jesus faz desta profecia: Ele apresenta-Se como o “profeta” que Deus ungiu com o seu Espírito, a fim de concretizar essa missão libertadora.
O projecto libertador de Deus em favor dos homens prisioneiros do egoísmo, da injustiça e do pecado começa, portanto, a cumprir-se na acção de Jesus (“cumpriu-se hoje mesmo esta passagem da Escritura que acabais de ouvir” – vers. 21). Na sequência, Lucas vai descrever a actividade de Jesus na Galileia como o anúncio (em palavras e em gestos) de uma “boa notícia” dirigida preferencialmente aos pobres e marginalizados (aos leprosos, aos doentes, aos publicanos, às mulheres), anunciando-lhes que chegou o fim de todas as escravidões e o tempo novo da vida e da liberdade para todos.
Lucas anuncia também, neste texto programático, o caminho futuro da Igreja e as condições da sua fidelidade a Cristo. A comunidade crente toma consciência, através deste texto, de que a sua missão é a mesma de Cristo e consiste em levar a “boa notícia” da libertação aos mais pobres, débeis e marginalizados do mundo. Ungida pelo Espírito para levar a cabo esta missão, a Igreja cumpre o seguimento de Jesus.Fonte: dehonianos.org

Ideia de roteiro para teatro

Na catequese...

Catequista: Crianças, hoje vamos falar sobre a importância de anunciar, de falar para todo mundo do amor de Deus... do quanto ele é bom e nos ama!

Personagem A: Ah que bom... porque eu tenho mesmo uma pergunta!

Catequista: É mesmo... que ótimo, então vamos lá... vamos começar por ela.

Personagem A: Tá... quero saber se a gente tem que falar do amor de Deus mesmo quando tá chateado, aborrecido, triste e bravo?

Catequista: Tem, tem sim...

Personagem A: Nossa mas isso não vai dar certo...

Catequista: Você tem toda razão...

Personagem A: Eu sabia... vou falar para a minha mãe agora mesmo...eu sabia...

Catequista: Porque falar para a sua mãe? Falar o que?

Personagem A: Falar que quando eu briguei com o meu primo porque ele destruí minha bicicleta quando caiu lá no sitio do vovô, se machucou todo ela queria que eu fosse lá ajudar ele, e dizer que ele não precisava ter medo de ter quebrado a perna... que Jesus ia ajuda-lo a sarar... que Jesus estava com ele...Ela estava MUITO errada em me pedir isso... fiz bem de não ir...estava muito bravo e chateado... não ia dar certo...

Catequista: É realmente, bravo e chateado não ia dar certo!

Personagem A: Sabia!

Catequista: Mas sua mãe estava muito certa no pedido que te fez e você não fez nada bem de não obedecer...

Personagem A: Mas tiaa e a minha bicicletaa?

Catequista: E o seu primo com dor?

Personagem A: Ah eu não consegui ajudar ele... eu estava com o meu coração doendo por causa da minha bicicleta novinha e toda estrupiada... e tem mais, to mais prejudicado ainda... minha mãe disse que enquanto eu não ir na casa do meu primo, visitar ele, porque tá com o pé quebrado e dizer que não tem problema ter quebrado minha bicicleta e que eu estava muito feliz porque ele estava bem, ela não vai me dar outra bicicleta e papai concorda com ela! Estou muito triste!

Catequista: Tem um jeito de você cumprir a sua missão de anunciar o amor de Deus e curar o seu coração...

Personagem A: Qual?

Catequista: Pedir ajuda para o Espirito Santo! Só Ele nos ajuda a ter a força necessária e curar nosso coração para ajudar o próximo e falar do grande amor de Deus por nós... Esta é a nossa missão...Quando foi que isso aconteceu?

Personagem A: Sábado passado, depois da catequese...

Catequista: Nossa e já faz uma semana que você está assim, triste e desobediente a Deus, a mamãe e o papai?

Personagem A: Tia, não briga comigo... eu que sou o injustiçado!

Catequista: Você ama o seu priminho, te faz falta brincar com ele? não acha que ele está sentindo sua falta?

Personagem A: Amo sim... acho sim que ele está precisando de um amigo, afinal, tá lá de perna quebrada, eu podia ir lá jogar vídeo game com ele...

Catequista: E que mais?

Personagem A: Podia dizer para ele que não tem problema ter estragado minha bicicleta, pedir desculpas porque não quis ajudar ele e contar que na Catequese aprendi que a nossa grande missão é falar do amor de Deus... dizer isso para todos!

Dar um abraço e dizer que amo ele!

Catequista: Isso... isso mesmo... eu tenho certeza que Jesus vai ficar muito feliz e sua mãe e seu pai quando souberem que mudou de opinião com  a ajuda do Espirito Santo, logo vão planejar te dar outra bicicleta.

Personagem A: É tia, talvez eles não tenham dinheiro agora, Papai ficou desempregado... mas não tem problema, sei que quando puder vão me dar...

Catequista: Isso, o maior bem é ter o amor de Deus no coração... Eles ficarão orgulhosos de ter um filho evangelizador, um anunciador do amor de Deus....

E não se preocupe com o desemprego do seu papai, diga a ele que confie... quando cuidamos das coisas de Deus com amor, como a sua família faz e ensina você a fazer, Deus cuida das nossas coisas, das nossas necessidades, Deus vai providenciar o emprego do seu pai.

Personagem A: Vai, sim tia. Amém... eu vou lá na minha casa contar para eles logo depois da nossa catequese e depois vamos juntos na casa do meu primo!

Catequista: Isso... isso mesmo! Vá cumprir sua missão de falar de Jesus, do graaandeee amor de Deus por nós!

Sugestão de Música

A primeira leitura nos diz: "O Senhor é a minha força"!
Sim, Ele é! Nossa força, nossa alegria, nossa razão de viver e seguimos seguros em Suas mãos!
Um belo exemplo de anuncio da boa nova!
Música linda para ensinar a criançada!


Ideia para trabalhar esse Evangelho

Sabemos que levar a Boa Nova, anunciar o evangelho é a nossa GRANDE missão!

Mas sabemos também que nem sempre é fácil, pensamos... e a MINHA DOR, o MEU SENTIMENTO... como fazer... hoje não quero anunciar nada... hoje estou na "batida" do "ama eu"...
Sim, isto é muito comum... e entre os pequenos também, claro.

Por isso, precisamos fazer com que eles conheçam cada sentimento, cada sensação ou ao menos as mais comuns em nós... isso deve ser feitos por 3 motivos, para que eu me conheça, conheça o outro e mais que tudo para que eu saiba como pedir ajuda e ajudar pela graça e luz do nosso amigão Espirito Santo!

Pesquisando, encontramos o "livro dos sentimentos, de Todd Pars...saiba mais aqui http://www.aprenderebrincar.com/2013/09/livro-dos-sentimentos-todd-parr.html

Não é nenhuma publicação de cunho religioso, é uma linda descoberta de sentimentos e pode ser utilizada para este fim que propomos hoje.

Gravamos algumas figuras e pensamos no seguinte.

Mostre elas aos poucos para as crianças e perguntem... quem já se sentiu assim? e como é?
Bom, ruim?

Escute o que eles dizem...

E conhecem alguém que fica assim as vezes? quem ? papai, mamãe, um irmão ou amiguinho?

E por fim explique o quão importante é levar a Boa Nova, o anuncio do amor de Deus, nem sempre estamos super bem para isto, mas o Espirito Santo de Deus nos faz estar...e vamos a luta! É preciso, é necessário.

Apresente as ferramentas, a bíblia, a oração,  a catequese, a missa....Nossa conversa dia a dia com Jesus, se queremos, Deus nos ajuda!

Vejam as figurinhas:




















Oração

Querido Jesus, que eu sempre tenha um sorriso lindo para dar a quem eu encontrar.
Mesmo triste, que eu nunca me esqueça que o Senhor é a minha alegria, a minha força!
 Amém!

domingo, 6 de janeiro de 2019


Missa de 20 de janeiro de 2019.
Resultado de imagem para bodas de caná desenho

2° Domingo do tempo Comum


Leituras
Primeira Leitura Is 62, 1-5
Salmo 95 (96)
Segunda Leitura 1 Cor 12, 4-11
Evangelho Jo 2, 1-11

Mensagem Principal

Irmãos e Irmãs, reunidos na casa de Deus e na presença de Jesus Cristo, podemos experimentar o Mistério Pascal, que nos convida a perceber e acolher, na fé, os sinais da manifestação amorosa do Senhor Jesus que se auto revela nas bodas de Caná. Essa auto revelação nos mostra que é somente fazendo a vontade do Senhor, que alcançaremos as graças em nossas vidas. Assim como Maria, nós devemos fazer o que o Senhor nos pede e ensinar as pessoas a fazerem o mesmo.

Fonte: Nova aliança

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:
Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

A liturgia de hoje apresenta a imagem do casamento como imagem que exprime de forma privilegiada a relação de amor que Deus (o marido) estabeleceu com o seu Povo (a esposa). A questão fundamental é, portanto, a revelação do amor de Deus.
A primeira leitura define o amor de Deus como um amor inquebrável e eterno, que continuamente renova a relação e transforma a esposa, sejam quais forem as suas falhas passadas. Nesse amor nunca desmentido, reside a alegria de Deus.
O Evangelho apresenta, no contexto de um casamento (cenário da “aliança”), um “sinal” que aponta para o essencial do “programa” de Jesus: apresentar aos homens o Pai que os ama, e que com o seu amor os convoca para a alegria e a felicidade plenas.
A segunda leitura fala dos “carismas” – dons, através dos quais continua a manifestar-se o amor de Deus. Como sinais do amor de Deus, eles destinam-se ao bem de todos; não podem servir para uso exclusivo de alguns, mas têm de ser postos ao serviço de todos com simplicidade. É essencial que na comunidade cristã se manifeste, apesar da diversidade de membros e de carismas, o amor que une o Pai, o Filho e o Espírito Santo.


Ideia de roteiro para teatro

Catequista: Olá crianças! Que bom que chegaram! Estava mesmo precisando de ajuda!

PA: Oba! Eu adoro ajudar!

PB: Eu também! Mas pra que precisa de ajuda catequista?

Catequista: Para arrumar a igreja! Hoje vai ter casamento comunitário.

PA: Sério???

PB: Eu adoro casamentos!

Catequista: Eu também crianças! Aliás, vocês sabiam que o primeiro milagre de Jesus foi realizado em um casamento?

PA: Sim! A minha avó sempre me fala sobre isso! E eu não entendo muito bem! Tem tanta coisa legal em festas de casamento que não acredito que acharam ruim de acabar o vinho!

PB: Eu ficaria triste se acabasse o bolo ou então os doces!

Catequista: Sim crianças, isso é realmente muito gostoso, mas naquela época, o vinho era um símbolo muito importante e faltar o vinho era uma grande vergonha para a família dos noivos.

PA: Nossa! Então foi uma grande sorte que Jesus estava lá!

PB: É, mas por pouco Jesus não recusou de realizar o milagre né?

Catequista: Sim crianças! Jesus estava se preparando para começar a missão que Deus paizinho deu à Ele mas ainda não era a hora Dele começar a realizar nada na frente de outras pessoas. Ele queria sim ajudar aquela família, mas não podia fazer nenhum milagre na frente de todos aqueles convidados.

PA: Então por que ele fez?

Catequista: Ah! Ele não podia recusar um pedido de sua querida mãe. A grande sorte daqueles noivos é que Maria estava presente. Ela com aquele bondoso coração queria muito ajudar aquela família.
Seria muito triste para eles se os convidados fossem embora da festa porque acabou o vinho. Então ela chamou Jesus e explicou o problema pra ele. Ele disse pra sua mãezinha que ainda não era hora e mesmo assim Maria chamou os servos e pediu para que eles fizessem tudo o que Jesus pedisse. Não teve como Ele recusar um pedido de sua mãe.

PB: Ah que lindo! Eu nem posso pensar em recusar um pedido da minha mãe.

PA: Nem eu!

Catequista: Então crianças quando os servos se aproximaram Jesus mandou que eles enchessem as jarras de água e trouxesse pra ele. Depois de abençoar a água pediu que ele levasse para os mestres de cerimonia da festa. E então todos gostaram muito daquele novo vinho. E disseram que era o melhor vinho de todos.

PA: Mas os que buscaram a água sabiam de onde vinha né catequista?

Catequista: Sim Crianças! E este foi o primeiro milagre de Jesus! E nós podemos pedir pra que Ele transforme o que precisamos em nossa vida!

PB: Qualquer coisa catequista?

Catequista: Sim PB! Basta que façamos como os servos que encheram as jarras. Temos que fazer tudo o que Jesus nos pedir para que nossas vidas também sejam transformadas.

PA: Sim! Quero sempre fazer a vontade de Jesus para que Ele sempre faça milagres na minha vida.

PB: Eu também quero!

Catequista: Sim crianças! Podemos também sempre convidar Maria pra estar conosco, pois ela tem o jeitinho certo de chegar no coração de Jesus!

PA: Sim catequista! Então vamos arrumar logo essa igreja para que Jesus venha abençoar todos estes casamentos.

Catequista: Sim! isso mesmo! E que nós possamos todos os dias encher as jarras que Jesus pedir e também o nosso coração para que sejam transformados todos os dias por Jesus.


Sugestão de Música




Ideia para trabalhar esse Evangelho




Fonte: Blog da Tia Paula

Oração
Senhor Jesus, que eu saiba sempre fazer o que o Senhor disser e consiga perceber os milagres a cada dia em minha vida. Amém!