Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

sábado, 25 de agosto de 2018

Evangelho de Marcos 7, 31-37

Missa 09 de setembro de 2018


23º DOMINGO DO TEMPO COMUM




Leituras
Primeira Leitura Is 35,4-7a
Salmo 145 (146)
Segunda Leitura Tg 2,1-5
Evangelho Mc 7,31-37
Liturgia Diária 






Mensagem Principal

Queridos irmãos e queridas irmãs, sintam-se acolhidos nesta casa de oração, para juntos celebrarmos o Santo Sacrifício da Missa. A Palavra de Deus, sobretudo no Evangelho, nos apresenta Jesus que inclui quem está excluído, devolvendo ao surdo a dignidade juntamente com a capacidade de ouvir. Com um gesto profético, Jesus aproveita para chamar a atenção para a surdez espiritual, que é verdadeiramente nociva e que nos afasta de Deus. Neste mês dedicado, de modo particular, à Bíblia, somos impulsionados a compreender a importância de se ter em casa as Sagradas Escrituras. Não somente como um enfeite em nossas estantes ou um amuleto, mas sim como alimento cotidiano, palavra que nutre nossa vida, nos dá o discernimento no agir e nos fortalece nos momentos mais difíceis. (Fonte: Nova Aliança)

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!



 O Evangelho deste domingo garante-nos, uma vez mais, que o Deus em quem acreditamos é um Deus comprometido connosco, continuamente apostado em renovar o homem, em transformá-lo, em recriá-lo, em fazê-lo chegar à vida plena do Homem Novo. Este Deus que abre os ouvidos dos surdos e solta a língua dos mudos é um Deus cheio de amor, que não abandona os homens à sua sorte nem os deixa adormecer em esquemas de comodismo e de instalação; mas, a cada instante, vem ao seu encontro, desafia-os a ir mais além, convida-os a atingir a plenitude das suas possibilidades e das suas potencialidades. Não esqueçamos esta realidade: na nossa viagem pela vida, não caminhamos sozinhos, arrastando sem objectivo a nossa pequenez, a nossa miséria, a nossa debilidade; mas ao longo de todo o nosso percurso pela história, o nosso Deus vai ao nosso lado, apontando-nos, com amor, os caminhos que nos conduzem à felicidade e à vida verdadeira. (www.dehonianos.org)


Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Oi pessoal! Tudo bem?

Em seguida entra o Personagem B com a cabeça baixa, fazendo palavras cruzadas

Personagem A: Oi Personagem B!

O personagem B nem dá bola... E o PA fala mais alto!

PA: Oie eeeeeee! Tem alguém aí? Fala comigo!

PB: Espera, to ocupado e muito concentrado fazendo minha cruzadinha...

Personagem A: Eba!!! Deixa que eu te ajudo!

PB: Não... você vai me atrapalhar... eu faço sozinho!

PA: Credo! Não precisa falar assim... É por isso que tenho visto você sozinho e isolado!

Entra a catequista

Catequista: Olá crianças!!!

PA: oi catequista... (responde tristonho)

Catequista: Oi PB!!!

O PB não responde

Catequista: Oi PB, estou falando com você!

PA: Ah, catequista, desiste... esse aí só quer saber das cruzadinhas.... não escuta ninguém, não fala com ninguém, não deixa ninguém ajudar... está lá isolado, sozinho.

PB: Mentira! Eu estou ouvindo sim.... mas estou muito ocupado pra dar atenção agora!

Catequista: Certo crianças! Isso tudo me lembrou do evangelho de hoje!

PA: Eu sei, eu sei! Jesus curou o surdo!

Catequista: Isso mesmo! No evangelho de hoje, levaram até Jesus um surdo que tinha muita dificuldade de falar! E Jesus olhou com compaixão pra ele e o curou!

PB: Olhou com compaixão? Como assim?

Catequista: Olhar com compaixão é olhar com sentimento para o nosso próximo! É sentir o que o outro sente e ter vontade de ajudar! E Jesus tem esse olhar para cada um de nós!

PA: Ah Catequista! Quando vi o PB fazendo cruzadinhas eu tive vontade de ajudar!!! Foi por isso que a senhora lembrou do evangelho de hoje?

Catequista: (rs) Não exatamente! Lembrei porque muitas vezes ficamos surdo para Jesus... e mudos também!

PB: Sério?

Catequista: Muito sério crianças!!! Todas as vezes que não escutamos e não damos importância aos ensinamentos de Jesus, estamos sendo surdos!

PA: Agora estou entendendo!

Catequista: Veja o PB, ele estava tão ocupado querendo resolver a cruzadinha sozinho que não escutou ninguém falando com ele, não falou com ninguém, não quis ajuda e acabou se isolando!

PB: Nossa catequista, é verdade!

Catequista: Assim somos com Jesus muitas e muitas vezes! Nos achamos autossuficientes para viver, tomar decisões... fazemos as coisas da nossa cabeça e muitas vezes nos vemos isolados, acumulamos problemas e vivemos até situações desnecessárias.

PA: Autossuficiente? O que é isso?

Catequista: A pessoa que se acha autossuficiente é  aquela que se acha capaz de viver sem a ajuda de ninguém! Mas as pessoas não são autossuficientes! Precisamos de Deus para sermos felizes!

PB: Eu achei que fosse conseguir resolver minha cruzadinha sozinho... mas não vou...

Catequista: Na vida é assim,  sozinhos não conseguimos! E Jesus sabe da necessidade de cada um, Ele sempre está ao nosso lado para nos ajudar, mas nós não pedimos sua ajuda, sequer o percebemos, sequer o ouvimos!

PA: Puxa catequista, que triste pensar que isso é verdade!

Catequista: É muito triste, pois não somos surdos apenas do ouvido, somos surdos do coração...

PB: Surdo do coração? Como é isso?

Catequista: Assim como fechamos nossos ouvidos e não escutamos Jesus, muitas vezes fechamos nosso coração e não permitimos que Jesus viva em nós, dentro nosso coração! Não ouvimos Sua Palavra e não colocamos em prática seus ensinamentos.

PB: Entendi!!!

Catequista: Então crianças, se estamos na missa ou na catequese para aprender com Jesus como viver, e não aprendemos e não colocamos em prática, estamos sendo surdos e mudos para o chamado que Jesus nos faz!

PA: E qual chamado Jesus nos faz?

Catequista: O de espelhar Seu amor pelo mundo! Jesus tem um infinito amor por cada um de nós. um amor que cura, salva e nos faz verdadeiramente felizes! E se soubermos amar o próximo, estaremos ajudando Jesus a curar e salvar a todos!!!

PA: Puxa! Que linda missão Jesus nos dá!

Catequista: Muito linda mesmo! E quando não for fácil, amar o próximo, devemos sempre contar com nosso amigão, o Espírito Santo, para que ele nos ajude, abra nossos ouvidos e nosso coração!



Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Esse é um lindo Evangelho para trabalhar com as crianças!! Após a explicação do Evangelho, é preciso motivar as crianças a entenderem a importância de escutar Jesus.

Para isso, tem uma dinâmica muito boa! A dinâmica funciona assim:
- É preciso separar as crianças em 2 grupos.
- Cada grupo escolherá uma pessoa, para viver esse momento um de cada vez.
- Um grupo será a voz de Deus e o outro grupo será a voz que atrapalhará a voz de Deus.
- De um coração para a criança escolhida e vende seus olhos. Ela terá que levar esse coração até uma imagem ou foto de Jesus.
- Para a criança chegar à Jesus, ela terá que escutar somente o grupo que tem a voz de Deus. O outro grupo fará muito barulho para atrapalhar.
- Se tiver poucas crianças, podem realizar essa dinâmica com todos.


Após a dinâmica, vamos a partilhar. Foi fácil ou difícil escutar a voz de Deus? Por que foi difícil? Na nossa vida, o que tem nos atrapalhado de escutar a voz do Senhor? E o que tem nos impedido de espalhar o seu amor? Como podemos escutar a voz do Senhor? E escutando a voz do Senhor, como podemos espalhar o seu amor a todos??


Oração

Senhor, abre meus ouvidos e, principalmente, o meu coração para que eu sempre ouça a Tua voz a falar comigo. Abre minha boca para que através das minhas palavras eu leve até Ti, assim como o surdo-mudo foi levado, aqueles pra precisam ser curados pelo Teu infinito amor. 

Amém!

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Evangelho de Marcos 7,1-8.14-15.21-23

Missa de 02 de setembro de 2018

22 do TEMPO COMUM

Leituras
Primeira Leitura Dt 4,1-2.6-8
Salmo 14/15
Segunda Leitura Tg 1,17-18.21-22.27
Evangelho Mc 7,1-8.14-15.21-23
Liturgia Diária


Mensagem Principal

A liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum propõe-nos uma reflexão sobre a “Lei”. Deus quer a realização e a vida plena para o homem e, nesse sentido, propõe-lhe a sua “Lei”. A “Lei” de Deus indica ao homem o caminho a seguir. Contudo, esse caminho não se esgota num mero cumprimento de ritos ou de práticas vazias de significado, mas num processo de conversão que leve o homem a comprometer-se cada vez mais com o amor a Deus e aos irmãos. 
A primeira leitura garante-nos que as “leis” e preceitos de Deus são um caminho seguro para a felicidade e para a vida em plenitude. Por isso, o autor dessa catequese recomenda insistentemente ao seu Povo que acolha a Palavra de Deus e se deixe guiar por ela.
No Evangelho, Jesus denuncia a atitude daqueles que fizeram do cumprimento externo e superficial da “lei” um valor absoluto, esquecendo que a “lei” é apenas um caminho para chegar a um compromisso efectivo com o projecto de Deus. Na perspectiva de Jesus, a verdadeira religião não se centra no cumprimento formal das “leis”, mas num processo de conversão que leve o homem à comunhão com Deus e a viver numa real partilha de amor com os irmãos.
A segunda leitura convida os crentes a escutarem e acolherem a Palavra de Deus; mas avisa que essa Palavra escutada e acolhida no coração tem de tornar-se um compromisso de amor, de partilha, de solidariedade com o mundo e com os homens. dehonianos.org


Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

MENSAGEM

Só Deus pode ver o coração, enquanto os homens, esses, vêem as aparências. É, pois, com toda a confiança filial que podemos deixar Deus olhar-nos. Mas isso é exigente para nós, porque todas as nossas palavras e todos os nossos gestos devem estar em harmonia com o que o nosso coração quer exprimir. As nossas palavras e orações devem ser a expressão do nosso amor filial e fraternal. A lei de Deus está inscrita no nosso coração, conhecemos a sua vontade, sabemos muito bem o que Lhe agrada: cabe a nós pormo-nos de acordo sobre os nossos comportamentos e sobre esta vontade de Deus. Aliás, falta-nos pedir-Lhe: “Que a tua vontade seja feita!” Então, talvez Deus dir-nos-á: “Honras-Me com os lábios, fazes a minha vontade, mas o teu coração está longe de Mim”. 


Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Tenho uma ideia muito boa de brincadeira!

Personagem B: Eba, que ótimo... então vamos lá!

Personagem A: E olha, além de muito divertida a minha brincadeira vai te dar o ensimento do evangelho de hoje... sem erro!

Personagem B: Vixe... será? você é todo confuso... ou melhor... você confunde tudo sempre, amigo!

Personagem A: Presta atenção, Jesus, nosso amigão, muito esperto que é,  quando perguntaram para ele porque os discipulos estavam comendo sem lavar as mãos, logo desconversou e falou que eles estavam é seguindo a Lei de Deus, ou seja: Aquele tem fome, que coma!

Personagem B: Hum?

Personagem A: E tem mais outras tantas coisas que fala de comer, mas não lembro de tudo... o fato é que Jesus quis dizer que eles deviam ter esquecidos, sabe, como as vezes a gente chega do futebol correndo e pega logo um pão e sai comendo e sentando no sofá todo sujo... entendeu?

Personagem B: Não! não entendi

Personagem A: Ah meu Deus do céu... como você é dificil... Jesus quis dizer que não tem importância comer de mão suja de vez em quando, o importante é ser um bom menino... não fazer de birra e sim por esquecimento, ou fome mesmo!

Personagem B: Ah eu não acho que é isso não...

Personagem A: Claro que é... e você quer ou não brincar comigo?

Personagem B: Ai até esqueci... do que é a brincadeira mesmo?

Personagem A: De juiz... ficamos aqui sentados, anotamos o que as pessoas fazem na rua e depois julgamos...

Personagem B: Julgamos?

Personagem A: É tipo, falamos se tá certo ou errado... entendeu?

Personagem B: Entendi, mas não acho certo, porque isso é feio e nem conhecemos elas...

Personagem A: Ai como você tá chatinho hoje, hein... é tudo de brincadeira... usa a sua imaginação

...De longe a catequista escutou a conversa e se achegou...

Catequista: Meninos, desculpe eu não pude deixar de ouvir...

Personagem B: Ai graças a Deus...

Personagem A: Tia, eu não disse nada demais né...

Catequista: Na verdade, entendo que você está um pouco confuso...

Personagem B: Tá vendo, eu disse...

Personagem A: Ah é... que parte?

Catequista e Personagem B: TUDO...rs

Catequista: Queridos, Jesus quis ali nos ensinar que mais importante que qualquer lei, que qualquer costume, é a lei do amor de Deus, nenhuma lei é maior que essa!

Personagem A: Sim, foi o que eu disse...

Personagem B: Não, não... você disse que não tinha problema nenhum comer de mão suja e que tudo bem para Jesus...igual as vezes fazemos...

Catequista: Não querido, o evangelho quer nos trazer que os discipulos seguiam a Lei de Deus, buscavam amar e fazer o bem, eram seguidores de Jesus, eles sabiam sim que era importante lavar as mãos, mas aqui Jesus quer no ensinar que nossas mãos devem estar limpas como está nosso coração e esta limpeza do coração os homens não podem ver, só Deus vê!

Personagem B: E os discipulos tinham mãos e coração puro, pois eram amigões de Jesus!

Personagem A: Entendi... era para mostrar que a lei do homem não serve de nada se a gente não conhecer a lei de Jesus, né...

Catequista:  Sim, isso mesmo... Jesus sempre foi fiel às leis, pagava seus impostos, era muito correto e justo com a lei dos homens e respeitava os costumes também, mas nunca deixou que nenhuma lei superasse a lei do amor de Deus!

Só Deus conhece nosso coração, nossa intenção... e este amor, deve refletir nossas atitudes! Entendido?

Personagem A: Entendido! Bora mudar já esta brincadeira, vamos observar aqui exemplos de pessoas seguindo a lei de Deus, a lei do amor...

Personagem B: E se a gente não achar?

Personagem A: Nós vamos ensinar!

Sugestão de Música

Sim, a obediência é muito importante, é prova de amor!



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Se você pudesse criar uma lei baseada nos ensinamentos de Jesus, uma lei para melhorar o nosso mundo, qual seria?

Por que você acredita que Jesus ficaria feliz com esta lei?



Oração

Senhor Jesus, meu querido amigo, que eu sempre me recorde que a maior Lei é a do amor! Amém.

.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Evangelho de João 6, 60 -69

Missa de  26 de Agosto  de 2018

21º DOMINGO DO TEMPO COMUM - Vocação para os ministérios e serviços na comunidade – - Dia do Catequista



Leituras
Primeira Leitura Js 24,1-2a.15-17.18b
Salmo Sl 33,2-3.16-17.18-19.20-21.22-23 (R.9a)
Segunda Leitura Ef 5,21-32
Evangelho Jo 6,60-69

Liturgia Diária

Mensagem Principal

Amados irmãos e irmãs! No encerramento do mês vocacional devemos assumir nossa vocação de leigos e leigas, com a consciência de sermos Igreja, e, assim como Pedro, respondermos firmemente ao chamado que o Senhor faz a cada um: “A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna” (Jo 6,68). Que o Senhor nos conceda a graça de permanecermos com Ele e, por meio da Eucaristia, o reconhecermos como o Santo de Deus.

Fonte: Nova Aliança

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

MENSAGEM

A liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum fala-nos de opções. Recorda-nos que a nossa existência pode ser gasta a perseguir valores efémeros e estéreis, ou a apostar nesses valores eternos que nos conduzem à vida definitiva, à realização plena. Cada homem e cada mulher têm, dia a dia, de fazer a sua escolha.
Na primeira leitura, Josué convida as tribos de Israel reunidas em Siquém a escolherem entre “servir o Senhor” e servir outros deuses. O Povo escolhe claramente “servir o Senhor”, pois viu, na história recente da libertação do Egito e da caminhada pelo deserto, como só Jahwéh pode proporcionar ao seu Povo a vida, a liberdade, o bem estar e a paz.
O Evangelho coloca diante dos nossos olhos dois grupos de discípulos, com opções diversas diante da proposta de Jesus. Um dos grupos, prisioneiro da lógica do mundo, tem como prioridade os bens materiais, o poder, a ambição e a glória; por isso, recusa a proposta de Jesus. Outro grupo, aberto à ação de Deus e do Espírito, está disponível para seguir Jesus no caminho do amor e do dom da vida; os membros deste grupo sabem que só Jesus tem palavras de vida eterna. É este último grupo que é proposto como modelo aos crentes de todos os tempos.
Na segunda leitura, Paulo diz aos cristãos de Éfeso que a opção por Cristo tem consequências também ao nível da relação familiar. Para o seguidor de Jesus, o espaço da relação familiar tem de ser o lugar onde se manifestam os valores de Jesus, os valores do Reino. Com a sua partilha de amor, com a sua união, com a sua comunhão de vida, o casal cristão é chamado a ser sinal e reflexo da união de Cristo com a sua Igreja.

Fonte: Dehonianos

Ideia de roteiro para teatro

PA entra em silencio!

PB: Oi PA tudo bem?

PA: xiuuuuu

PB: Nossa só estou te falando oi!

PA sussurrando: Não posso falar!

PB: Por que não?

PA: xiuuuuuuu

PB: Eu hein! O que está acontecendo?

PA: Estou economizando as palavras!

PB: Economizando palavras?

PA: Sim! Preciso guardar as palavras para conversar muito com Jesus!

PB: Ué! Mas você já não conversa com Jesus?

PA: Converso nas minhas orações, mas estou falando da conversa eterna, por isso tenho que economizar.

PB: Não estou mais entendendo nada.

PA: Ai PB você não prestou nem um pouco de atenção no evangelho né? O padre falou que os discípulos falaram que não poderiam sair de perto de Jesus pois só Ele tinha palavras de vida eterna. Então eles também precisaram economizar as palavras para poder conversar por toda a eternidade, senão ficariam sem respostas para toda essa conversa!

PB: Ah PA! Não é nada disso!

PA: Claro que é PB! E não tente gastar minhas palavras. Não posso desperdiçar senão como falarei eternamente com Jesus?

Catequista: Olá crianças tudo bem? Vou precisar da ajuda de vocês hoje!

PB: Claro catequista! Mas antes preciso de ajuda! PA não quer falar pois está economizando palavras pra falar eternamente com Jesus!

Catequista: Como assim PA? Não vá me dizer que está novamente confundindo o evangelho?

PA: Não! Dessa vez entendi bem direitinho. Pedro disse mesmo para Jesus que eles não poderiam ir embora pois Ele tinha palavras de vida eterna, o que significa que ia falar com eles pra sempre!

Catequista: Não PA! Não é nada disso! Venham me ajudar que vocês entenderão.

PB: Eba! Também quero ajudar!

Catequista: Nós vamos montar uma barraca da evangelização. E espalhar boas palavras pra todos que passarem. Quando o Evangelho diz que só Jesus tem palavras de vida eterna, nos fala que podemos escolher os caminhos de Jesus que nos leva para o que é eterno.
Podemos ajudar Jesus na missão de trazer mais pessoas para segui-lo.

PA: Então quer dizer que não precisamos falar para sempre?

Catequista: Não precisamos PA! Basta seguir Jesus porque só Ele tem palavras que aquecem nosso coração e tornam melhor nossa vida.

PA: Que bom catequista que você me explicou direitinho. Eu já estava ficando cansada de economizar as palavras! Tenho tanta coisa pra falar.

PB: Viu PA eu te disse que era outra coisa. Disse que você tinha entendido errado!

Catequista: Agora vamos nos apressar crianças precisamos falar de Jesus que é nosso verdadeiro amigo e que nos ama muito para que mais pessoas sintam todo esse amor e levem suas palavras de vida!



Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Pescaria da Palavra

Coloque em uma bacia bem grande vários peixes de papel com palavras de vida escrita neles e alguns peixes com palavras ruins.

Fala varinhas com barbante e um pequeno arame para que es crianças possam pescar estes peixes. Em uma caixinha com a imagem de  Jesus colada coloque as palavras de vida que forem pescadas.

Um uma outra caixinha  preta as palavras ruins.

Ao final da pescaria leia com as crianças todas as palavras boas e explique que somente Jesus tem palavras de vida eterna.


Oração

Jesus meu querido amigo eu quero sempre ouvir tuas palavras de vida eterna.
Me ajude a entender seu amor e querer sempre andar em teus caminhos pois somente em ti podemos encontrar palavras de vida e amor..

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Evangelho de Lc 1, 39-56

                                                          Missa de 19 de Agosto de 2018


MISSA DA VIGÍLIA DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA


- “O TODO-PODEROSO FEZ GRANDES COISAS EM MEU FAVOR”


Leituras

Primeira Leitura Ap 11, 19a; 12, 1-6a. 10ab
Salmo 44 (45)
Segunda Leitura 1 Cor 15, 20-26.28
Evangelho Lc 1,39-56
Liturgia Diária





Mensagem Principal


No céu surge um grande sinal: a Mãe do Senhor, assunta ao céu, intercede por toda a Igreja que caminha nas esperanças do Reino. Neste final de semana, recordamos todos os que doaram as suas vidas na consagração religiosa a Deus e à sua Igreja, sendo no mundo sinais do amor de Deus. (Folheto Nova Aliança)


Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

Bendita és tu, Maria! Hoje, Jesus ressuscitado acolhe a sua mãe na glória do céu… Hoje, Jesus vivo, glorificado à direita do Pai, põe sobre a cabeça da sua mãe a coroa de doze estrelas…
Primeira leitura: Maria, imagem da Igreja. Como Maria, a Igreja gera na dor um mudo novo. E como Maria, participa na vitória de Cristo sobre o Mal.
Salmo: Bendita és tu, Virgem Maria! A esposa do rei é Maria. Ela tem os favores de Deus e está associada para sempre à glória do seu Filho.
Segunda leitura: Maria, nova Eva. Novo Adão, Jesus faz da Virgem Maria uma nova Eva, sinal de esperança para todos os homens.
Evangelho: Maria, Mãe dos crentes. Cheia do Espírito Santo, Maria, a primeira, encontra as palavras da fé e da esperança: doravante todas as gerações a chamarão bem-aventurada! (Fonte: www.dehonianos.org)


Ideia de roteiro para teatro


Personagem A: Oi amigo, tudo bem?

Personagem B: Tudo! Sabe amigo, eu me identifiquei muito com o evangelho de hoje!

PA: É mesmo? Que ótimo!

PB: Sim! É um bom sinal, pois a catequista disse que devemos ser como Maria!

PA: Mas me conte, por que você se identificou?

PB: Porque assim como Maria, eu tenho uma prima que se chama Isabel!

PA: E o que mais?

PB: E o que mais o que?

PA: E com o que mais você se identificou com o evangelho?

PB: Bem... assim... só com o fato de nossas primas terem o mesmo nome!

PA: Ué... mas acho que isso não te faz ser como Maria!

PB: Faz sim!

PA: Não faz não!

PB: Faz sim, sim!!

Entra a catequista

Catequista: Oi crianças! É impressão minha ou vocês estão discutindo?

PB: Oi catequista... Não estamos discutindo... O PA que está teimando comigo, pois está com inveja!

Catequista: Inveja? Que feio!

PA: Não é nada disso catequista! É o PB que está dizendo que se identificou com o evangelho só porque tem uma prima chamada Isabel, assim como Maria!

Catequista: Mas PB, além de suas primas terem o mesmo nome, com o que mais você se identificou?

PB: Ah catequista... não sei não! Fiquei tão feliz quando ouvi que sou como Maria, que temos uma prima com mesmo nome, que mal prestei atenção no restante!!!

Catequista: Mas PB, o fato de suas primas terem o mesmo nome, não te faz ser como Maria!

PA: Eu falei! Eu bem que disse!

Catequista: PB, pra sermos como Maria, é preciso muito mais!!!

PA: Sim!!! Eu sei! Eu ia mesmo explicar pra ele, mas ele começou a teimar comigo, e querer brigar...

PB: Você que é invejoso!

Catequista: Parem crianças! PB, quando sua mãe te pede algo, você é obediente?

PB: Ah, as vezes...

Catequista: Pois saiba que Maria foi obediente sempre!

PA: E não é só isso, né catequista?

Catequista: Verdade! PB, quando precisam de você, precisam da sua ajuda, você está disponível?

PB: Só as vezes... depende da ajuda...

PA: Ele é assim catequista... Outro dia, a avó dele pediu pra ele buscar umas sacolas ali na quitandinha, e ele não foi! Pediu pra ele buscar pão e ele também não foi!

Catequista: Puxa PB, por que você não ajudou sua avó? Nem parece que você faz catequese!!

PB: Ah catequista, poxa vida... ninguém ouve meus motivos... Eu estava cansado! E além do mais, o meu pé estava doendo depois de um tropicão que dei na escola!

Catequista: Então PB, saiba que você está muito muito longe de ser como Maria!

PA: O nome da sua prima ser Isabel é a única coisa que tem igual ao evangelho mesmo...A sua atitude não parece nadinha com a da Mamãe do céu!

Catequista: PB, o evangelho de hoje nos conta da visita de Nossa Senhora a sua prima Isabel, ela foi lá para ajudar a prima, que era velha e precisava de ajuda, pois estava grávida... Maria também estava grávida de Jesus, e mesmo sendo muito longe, mesmo sendo cansativo foi lá e ajudou a prima... e ajudou por 3 meses. Isabel ficou muito feliz e agradecida!

 PB: Caramba... Essa parte do evangelho não me lembrava muito...

Catequista: E nós, se queremos ser como Maria, devemos seguir seu exemplo, sendo obedientes, ajudar mesmo quando estamos cansados, mesmo sendo longe, mesmo sendo difícil, cansativo... Maria foi muito obediente a tudo que Deus pediu, tudo tudo... e fez tudo com muito amor... Temos que ser obedientes a Deus... em tudo que Ele nos pede!

PA: Ah catequista! Me lembrei de uma frase que ouvi certa vez.

Catequista: Qual frase?

PA: Quem obedece nunca erra!

Catequista: Isso é verdade! Sempre que a mamãe, o papai, a vovó nos pedirem algo, devemos pensar que é Deus quem nos pede! Sempre que precisarem de nossa ajuda, devemos pensar que é a Deus que vamos ajudar! Assim não tem erro!

Catequista: E sabem de outra coisa? Temos que ajudar ao próximo sem reclamar... temos que ajudar de coração, com amor, assim como os missionários!

PB: Missio quem?

PA: Missionários!! São as pessoas que dedicam suas vidas para servir a Deus!

Catequista: Isso mesmo! Como os padres, as freiras! E por terem doado suas vidas a serviço de Deus, devemos sempre rezar por eles!

PB: Nossa catequista, eu realmente não sou como Maria... mas ouvindo essa história e sabendo do esforço e da entrega que ela fez por amor, vou me esforçar de verdade para ser obediente como ela foi!

Catequista: Parabéns! É preciso mesmo muito esforço! E as vezes não é fácil dizer sim... mas quando se tem Deus no coração, caminhamos melhor!


Sugestão de Música





Ideia para trabalhar esse Evangelho

Esse evangelho nos mostra como Maria foi importante no plano de Deus, pois além do seu 'sim', ela viveu conforme Deus nos pede!

Que tal confeccionar um lindo terço ou uma dezeninha para cada criança em homenagem à nossa Mãezinha do Céu, pedindo que ela interceda por nós junto à Deus e para que saibamos, a exemplo dela, ser obedientes à Deus?!

Use a imaginação e a inspiração do Espírito Santo...  

Sugestão de material: Flores de plástico, tampinhas de garrafa, barbante, fitilho, cartolina, feltro, E.V.A, miçangas, botões...






Oração

Papai do Céu, muito obrigado por nos dar Maria, nossa Mãezinha do Céu tão amada! Que eu me espelhe nela para ser sempre obediente à sua vontade, para que eu sempre esteja ao Teu lado, seja dócil e amável com aqueles que precisarem de ajuda!

Amém!